Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
A Tal Felicidade Saúde, bem estar e alegria para os paulistanos

É possível ser feliz com Mercúrio retrógrado?

Vivi Pettersen, jornalista e astróloga, conta sua experiência na astrologia e fala sobre as maneiras de lidar com as mudanças dos astros

Por Vivi Pettersen em depoimento a Helena Galante Atualizado em 28 jan 2022, 12h51 - Publicado em 28 jan 2022, 06h00

Se você possui redes sociais, muito provavelmente já deve ter lido ou escutado esse termo astrológico: Mercúrio retrógrado. Antes de explicá-lo, é importante desmistificar alguns pontos relacionados ao conhecimento dos astros e evitar as adivinhações baratas, quase beirando o charlatanismo.

A astrologia é um estudo de constelações e planetas. Os povos da Babilônia, por exemplo, já consideravam as fases da lua e movimentos planetários para fazer pequenas previsões, como a dos ciclos das marés e das melhores épocas para colheitas. Com o tempo, essa busca foi se aprofundando até ocorrer a compreensão de que, sim, é possível entender a nossa própria vida analisando planetas e signos.

+ A positivação da mente e o caminho para o sucesso

Foi assim comigo. Aos 29 anos, passei por uma fase delicada: fui diagnosticada com depressão. Na época, trabalhava com comunicação corporativa e cheguei a conclusão de que, talvez, não soubesse fazer mais nada da minha vida. e foi aí que bateu o desespero. Para contornar a situação, fui buscar algo que aliviasse a mente e me trouxesse respostas ao mesmo tempo. Foi quando a astrologia bateu na minha porta de vez.

Até então, ser de Aquário e saber os signos dos mais próximos era o máximo que eu entendia sobre o tema. Mas me aprofundar além do senso comum me trouxe uma nova visão de vida — e uma nova carreira. Pude ultrapassar a visão de que a astrologia seria a principal responsável pelos rumos que a vida toma.

Nossa tendência de absorver muito mais o que é negativo do que o positivo pode tentar fazer desse conhecimento algo determinista, um destino ou carma inescapável. Mas não é por aí. ferramentas como o mapa astral, por exemplo, nos ajudam a entender melhor tudo o que nos permeia, nossa percepção, nosso olhar e nossos comportamentos em diversos setores da vida.

A astrologia nos permite enxergar outros pontos de vista, aceitar determinados caminhos e, principalmente, buscar alternativas. O planeta Mercúrio, dentro do estudo astrológico, rege a comunicação, o conhecimento, a rotina diária e tudo o que facilita a nossa vida. Cerca de três vezes ao ano, ele encontra-se em movimento retrógrado, ou seja, estaciona as energias que normalmente nos proporciona com a finalidade de reavaliarmos nossas escolhas e os rumos que a vida vem ganhando.

É aquele momento em que os e-mails se confundem, as redes sociais param, os equipamentos eletrônicos dão defeitos e a nossa comunicação é testada. Todos os transtornos se somam para que possamos vivenciar o que está acontecendo aqui e agora. É uma chance de sair do modo automático e encarar a vida com mais responsabilidade e conhecimento de si mesmo.

+Assine a Vejinha a partir de 12,90. 

Continua após a publicidade

Diante do senso comum, é sempre culpa de Mercúrio retrógrado não sermos felizes ou determinada coisa não ter acontecido como esperávamos. e não, não é verdade. A nossa felicidade pode acontecer mesmo se o horóscopo do dia não for bom. Mesmo se a lua estiver em Áries ou Mercúrio estiver retrógrado.

O que os novos tempos e novos conhecimentos disponíveis estão prontos para nos ensinar é que todo nosso movimento pode ser melhorado a partir do momento que nos colocarmos prontos para essa mudança. É possível e legítimo aprender a olhar outros caminhos, talvez mais positivos, em busca do que queremos na vida.

Os pontos astrais nos oferecem energias específicas, mas quem determina os rumos dessa caminhada somos nós. É preciso parar de culpar terceiros e apontar outras circunstâncias para justificar nossas atitudes (as não tão legais, claro) para começarmos a nos aceitar.

A felicidade é aquilo que acontece quando nos entendemos bem, quando sabemos dos nossos limites e defeitos e estamos presentes — sem reviver o passado e sem antecipar o futuro. então, sim. É possível ser feliz com Mercúrio estando retrógrado. E o horóscopo pode dar essa força quando você precisar se lembrar.

Imagem mostra mulher de cabelo ruivo dentro de carro, sorrindo para a câmera.
Vivi Pettersen é jornalista, astróloga, oraculista e terapeuta integrativa. compartilha insights astrológicos no perfil @viviastrologica. Crédito/Divulgação

+Assine a Vejinha a partir de 12,90. 

Publicado em VEJA São Paulo de 2 de fevereiro de 2022, edição nº 2774

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês