Imagem Blog

Blog do Lorençato

Por Arnaldo Lorençato
O editor-executivo Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há mais de 30 anos. De 1992 para cá, fez mais de 16 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista é professor-doutor e leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie
Continua após publicidade

Um roteiro de restaurantes bons e baratos

Desde que me tornei crítico de restaurantes de VEJA SÃO PAULO há duas décadas, tenho como missão avaliar estabelecimentos paulistanos, sejam recém-inaugurados, sejam casas de longa tradição. Vou a esses lugares sempre sem me apresentar e, como qualquer outro cliente, e pago a conta, posteriormente reembolsada pela revista. Dentro dessa rotina de almoços e jantares, […]

Por Arnaldo Lorençato Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 27 fev 2017, 11h49 - Publicado em 24 nov 2012, 10h00

Opção de prato no menu de jantar por 50 reais no Jiquitaia: peito de pato guarnecido de arroz cozido no tucupi (Foto: Fernando Moraes)

Desde que me tornei crítico de restaurantes de VEJA SÃO PAULO há duas décadas, tenho como missão avaliar estabelecimentos paulistanos, sejam recém-inaugurados, sejam casas de longa tradição. Vou a esses lugares sempre sem me apresentar e, como qualquer outro cliente, e pago a conta, posteriormente reembolsada pela revista. Dentro dessa rotina de almoços e jantares, uma das coisas que me dá mais prazer  é descobrir locais de boa relação qualidade/preço e apresentá-los aos leitores. São restaurantes que um grande número de pessoas pode ir comer bem sem ter um susto na hora da nota.

Em uma cidade como São Paulo, essa não é uma tarefa fácil. É exatamente a proposta da matéria de capa da revista que está nas bancas. Selecionei uma relação de 35 endereços bacanas onde não se gasta uma fortuna. Em todos eles, a conta para uma pessoa não ultrapassa 70 reais, o valor equivalente a 1 cifrão de VEJA SÃO PAULO, ou seja, os restaurantes mais baratos de nosso roteiro.

Com essa quantia, é possível pedir couvert ou, eventualmente, uma entradinha, prato, sobremesa, água ou outra bebida não alcóolica, e sobremesa, porque sem um docinho no final a refeição fica sem graça. Escolhi lugares de todos os cantos, do Tatuapé à Vila Leopoldina, da Vila Medeiros a Interlagos. Aliás, o que demonstra que é possível fazer uma refeição de qualidade em qualquer ponto da cidade.

Continua após a publicidade

Fazem parte dessa relação lugares nos quais é possível ir sozinho, fazer uma refeição romântica, aparecer com a família ou combinar com um grupo de amigos. A diversidade de estilos de cozinha – são catorze no total – também procura agradar todo tipo de paladar.

É um guia para usar à vontade, sem depenar a carteira. Clicando no link abaixo, você encontrará a matéria publicada na revista com a lista selecionada dos restaurantes bons e baratos. Bom apetite!

+ 35 endereços que não esfolam o bolso do cliente 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.