Imagem Blog

Blog do Lorençato

Por Arnaldo Lorençato
O editor-executivo Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há mais de 30 anos. De 1992 para cá, fez mais de 16 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista é professor-doutor e leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie
Continua após publicidade

Le Cordon Bleu abrigará biblioteca e cozinha de Nina Horta

Além de incluir o novo espaço chamado de ‘culinary village’, a escola vai sediar um memorial dedicado à maior escritora de gastronomia do país

Por Arnaldo Lorençato Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 19 ago 2023, 07h57 - Publicado em 18 ago 2023, 06h00

A notícia deve trazer euforia para os fãs de Nina Horta (1939-2019), a maior escritora de gastronomia do Brasil, autora de livros como Não É Sopa (Companhia de Mesa, 432 págs., R$ 50,99 na Amazon, compre aqui), com edições em 1995 e 2020, e O Frango Ensopado da Minha Mãe (Companhia das Letras, 288 págs., R$ 28,99 na Amazon, compre aqui), de 2015. Para mim, então, que desfrutei da amizade dela por tantos anos, uma nostalgia imensa.

O liceu culinário Le Cordon Bleu, na Vila Madalena, está passando por uma reformulação. Vai incluir um Culinary Village, conceito inédito no mundo a ser implantado a partir do modelo brasileiro. Traduzindo: funcionará também como uma vila de 700 metros quadrados para promover a conexão de alunos, público geral, profissionais e empresas. Mas o que isso tem a ver com a Nina?

Mulher de cabelos grisalhos lisos e óculos sorrindo.
Nina Horta: a maior escritora de gastronomia do Brasil (Ivan Pacheco/Veja SP)

Nessa remodelação, o novo espaço da escola será sede da biblioteca de mais de 2000 exemplares que pertenceu à cronista e se esparramava pelos dois pavimentos do sobrado que ela construiu com marido, Silvio, e onde morou por mais de cinco décadas no Alto de Pinheiros. Percorrendo as obras, é possível encontrar, por exemplo, o centenário The Original Boston Cooking-School na edição original de 1896.

“Quando estava no hospital, a mamãe falou em doar os livros dela. Depois que ela morreu, a Rosa Moraes (embaixadora dos cursos de Turismo e Hospitalidade da Ânima Educação) nos apresentou o Patrick Martin, da Le Cordon Bleu. Ele foi conhecer a biblioteca e adorou. Pediu para ver a cozinha e perguntou se podia levar também, porque era pequena. A cozinha também será montada lá”, conta a filha, Dulce, que lembra que o diretor da instituição definiu a escritora como “a Julia Child brasileira”.

Continua após a publicidade
Projeto 3D de cozinha industrial no Le Cordon Bleu.
A cozinha: apresentações culinárias (Consoni Ghizzi Arquitetura/Divulgação)

O Memorial Nina Horta tem previsão de inauguração para 21 setembro. Para o público, será cobrado ingresso, ainda sem valor definido.

Le Cordon Bleu
Rua Natingui, 862, Vila Madalena, tel. 3185-2500. Tem acessibilidade.
lecordonbleusaopaulo.com.br

Publicado em VEJA São Paulo de 18 de agosto de 2023, edição nº 2855.

BAIXE O APP COMER & BEBER E ESCOLHA UM ESTABELECIMENTO:

IOS: https://abr.ai/comerebeber-ios
ANDROID: https://abr.ai/comerebeber-android

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.