Clique e assine com até 89% de desconto

Xuxa perde processo contra Google para remoção de menções a pedofilia

Assessoria de imprensa da apresentadora disse que não comenta notas jurídicas

Por Redação VEJA São Paulo 10 jul 2018, 12h15

A apresentadora Xuxa Meneghel teve recurso negado em ação movida contra o Google pela remoção de algumas palavras que remetiam ao filme “Amor, Estranho Amor” (1982), em que ela, então com 19 anos, seduz um menino de 12 anos.

O processo foi julgado em 2° instância e não cabe mais recurso.

Procurada por VEJA SÃO PAULO, a assessoria de imprensa da apresentadora afirmou que “não comenta notas jurídicas”.

A apresentadora queria, por exemplo, remoção de resultados que apareciam quando buscado “Xuxa pedófila”.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade