Continua após publicidade

Último debate entre Tarcísio e Haddad acontece nesta quinta na Globo

Expectativa é a de que polarização nacional continue dando o tom; munição extra de petista contra adversário será o caso de Paraisópolis

Por Clayton Freitas
Atualizado em 27 out 2022, 13h31 - Publicado em 27 out 2022, 13h29

O ex-ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas (Republicanos), e o ex-prefeito Fernando Haddad (PT) participam do último debate eleitoral nesta quinta-feira, na TV Globo. O encontro acontece a partir das 22h e será mediado pelo jornalista César Tralli.

+Juiz manda deletar post de Marcio França que liga Tarcísio a goleiro Bruno

No primeiro turno, contrariando as pesquisas, que indicavam Haddad à frente com larga vantagem, Tarcísio obteve 42,32% dos votos (9 881 995), e Haddad, 35,7% (8 337 139). Depois de pesquisas indicaram Tarcísio na dianteira neste segundo turno, a última sondagem, do Ipec, mostra que o petista já está tecnicamente empatado, já que o ex-ministro tem 46%, e o ex-prefeito, 43%.

No último embate entre os dois candidatos, analistas indicam que a polarização nacional deve se repetir e indicam que a evolução de Haddad nas pesquisas, mesmo que discreta, é um fator determinante para o debate. Na balança, o petista precisa avaliar quanto valeria a pena ele adotar um tom belicioso contra Tarcísio, já que o foco é convencer os indecisos, que a nível estadual ganharam uma importância muito maior do que a vista na disputa na esfera nacional. Já Tarcísio, que se mantém na defensiva na maioria dos debates feitos até agora, também poderá rever sua estratégia.

+O drama dos mais de 100 afegãos acampados no Aeroporto de Guarulhos

“Em larga medida esse debate será decisivo para a eleição”, afirma Antonio Lavareda, presidente do Ipespe, um dos principais institutos de pesquisas eleitorais do país.

Para o também cientista político, a importância do debate da TV Globo reside no fato de que Tarcísio optou por participar apenas do primeiro debate na TV Bandeirantes. “Ele adotou a posição de evitar os demais debates e isso fez com que as expectativas fossem alavancadas”, afirma Lavareda.

Continua após a publicidade

Numa análise conjuntural, Lavareda afirma que as pesquisas divulgadas até agora mostram uma estabilidade de Tarcísio, enquanto Haddad está numa trajetória de ascensão, mesmo que discreta. “Esse empate técnico faz com que os adeptos de Haddad tenham uma expectativa ainda maior”, analisa.

+Câmara de SP aprova auxílio para filhos de vítimas de feminicídio

Segundo o cientista político Rui Tavares Maluf, é muito provável que o episódio de Paraisópolis venha à tona. O tiroteio ocorrido durante uma visita de Tarcísio na região é alvo de investigação da polícia, sobretudo após reportagem da “Folha de S. Paulo” revelar que um cinegrafista recebeu pedidos para apagar imagens do ocorrido pela equipe do ex-ministro.

Maluf lembra ainda que o episódio com Roberto Jefferson, aliado de Jair Bolsonaro (PT), preso por tentativa de homicídio contra agentes da Polícia Federal, também deve estar no cardápio. “Pode acabar entrando, já que está fazendo parte do caldo bolsonarista”, afirma.

+Mais de 620 000 servidores terão ponto facultativo na sexta-feira (28)

Por outro lado, Maluf afirma que o grande desafio de Tarcísio é continuar sua postura ponderada, e demonstrar que não compactua com esse tipo de atitude tresloucada de Jefferson. “Ele [Tarcísio] precisa tentar mostrar serenidade de que dizer que não é Bolsonaro, mas sem se descolar dele. É um fio da navalha”, diz.

Continua após a publicidade

Como será o debate

O novo modelo de debate aperfeiçoa o “banco de tempo” para os candidatos. É dado um tempo específico em cada um dos blocos e cada um deve administrar o tempo como quiser, fazendo perguntas ou respondendo ao adversário.

O debate terá quatro blocos, sendo que o primeiro e terceiro de temas livres. Quem abrirá o primeiro bloco será Haddad, e o terceiro, Tarcísio. Nesses blocos cada um terá 15 minutos cada.

O segundo e o quarto blocos serão de temas determinados e terão duração total de 20 minutos, com dois debates de 10 minutos. A produção irá oferecer seis temas e os candidatos devem escolher um deles. Cada candidato terá cinco minutos para debater e deverá administrar seu tempo. No segundo bloco, quem irá escolher é Tarcísio, e no quarto, Haddad. Ao final, são feitas as considerações finais.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.