Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Roteiro dos lugares frequentados por Ronaldo na cidade

Frequentar bons restaurantes é um dos programas preferidos do atacante do Corinthians

Por Alvaro Leme, João Batista Jr. e Maria Paola de Salvo Atualizado em 27 dez 2016, 20h46 - Publicado em 13 mar 2010, 02h06

Ainda que cause comoção em qualquer lugar aonde vá, o atacante Ronaldo não deixa de fazer os programas de que gosta na cidade. Frequentar bons restaurantes é um dos preferidos.

CONFIRA OS LUGARES QUE O JOGADOR DO CORINTHIANS COSTUMA IR:

KOSUSHI

Ele vai ao japonês a cada dois meses e come de tudo. “Agora, está

numa fase light. Evita arroz. Prefere o carpaccio de polvo ou o de anchova negra”, conta o maître Rogério Cury.

RODEIO

Quem lhe apresentou a churrascaria na Haddock Lobo foi a ex Daniella Cicarelli. Desde então, pede a picanha fatiada com palmito assado.

FASANO

Esteve lá três vezes em 2009 e uma neste ano. Segue sempre as sugestões do maître. O último prato que comeu foi costeleta de cordeiro empanada com lentilha. Também aprecia trufas brancas.

ROYAL

Em setembro, comemorou no clube seu aniversário embalado pelo funk de MC Sapão. Quando venceu o Campeonato Paulista de 2009, também arrastou seus amigos para festejar ali. Na ocasião, disse que a cerveja estava liberada.

CABELEIREIRO

Ronaldo frequenta o M GET, no Pacaembu, duas vezes por mês. O cabeleireiro Wander Panhoça raspa seu cabelo com máquina zero (95 reais) e faz barba com navalha e espuma de chá-verde com hortelã (45 reais) numa sala reservada para homens.

PARQUE SÃO JORGE

Continua após a publicidade

Os treinos acontecem de segunda a sexta, em geral de manhã e à tarde. Essa regra não vale para os dias de jogo. Não conta com staff exclusivo.

SHAYA

Para evitar alvoroço, Ronaldo costuma entrar pela porta dos fundos no japonês da Rua Amauri e ocupa uma espécie de camarote no piso superior.

VARANDA GRILL

Quando quer ir ao restaurante, Ronaldo liga diretamente para o celular do proprietário, Sylvio Lazzarini. Pede sempre bife ancho acompanhado de arroz birobiro e farofa. No ano passado, o jogador foi dois dias seguidos ao Varanda e brincou com Lazzarini: “Perdi 4 quilos no treino e agora estou repondo outros 2 aqui”. Costuma deixar cerca de 100 reais de gorjeta, além dos 10% habituais.

PÔQUER

Normalmente as rodadas acontecem às quintas na casa dos colegas de time Elias, Jorge Henrique, William e Edu. O cacife mínimo seria de 5 000 reais. Ronaldo tem fama de ser um bom blefador.

POBRE JUAN

Costuma ocupar uma mesa no piso superior do restaurante, em Higienópolis — a preferida de Fernando Henrique. “É o único cliente que a casa deixa entrar de bermuda e chinelos”, conta um funcionário.

ACADEMIA

Frequenta com irregularidade a Fórmula do Shopping Eldorado, da qual é sócio minoritário. Quando vai, passa duas horas entre a esteira e aparelhos de musculação, sem personal trainer.

Continua após a publicidade
Publicidade