Clique e assine por apenas 5,90/mês

Instalação da maior roda gigante da América Latina em bairro nobre da capital gera polêmica

"Vai piorar a frequência", disse uma pessoa em um grupo de moradores de Alto de Pinheiros

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 15 out 2020, 10h29 - Publicado em 15 out 2020, 10h21

O governo de São Paulo anunciou a instalação de uma roda gigante no Parque Cândido Portinari, na Zona Oeste de São Paulo. A atração, que será a maior da América Latina, terá 90 metros de altura e, segundo o governo, o “novo cartão postal de São Paulo”. Alguns moradores da região, no entanto, foram às redes sociais criticar o projeto. As informações são do G1.

Em um grupo no Facebook chamado “Alto de Pinheiros quer paz”, um usuário chegou a perguntar “como atuar para embargar a construção” da roda gigante. Outro afirmou que a atração iria “piorar a frequência”. “Esse aparelho vai tumultuar nosso sossegado bairro, tirando nossa calmaria, além de trazer problemas logísticos, de criminalidade”, criticou mais um integrante.

As críticas também tiveram contraponto de participantes que concordam com a implementação. “O parque é enorme, cheio de espaços vazios, uma alegria para as famílias e não atrapalha nenhuma vista ou fluxo de veículos já existentes. Vamos deixar de bairrismo, esnobismo e elitismo”, escreveu um outro usuário. 

A Secretaria Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente diz que a instalação da roda gigante faz parte das ações de revitalização do entorno do Rio Pinheiros. Ela deve ser inaugurada até o final de 2021. O Cândido Portinari é um parque contíguo ao Villa-Lobos e fica em uma região de classe média alta da cidade de São Paulo.

 

Continua após a publicidade
Publicidade