Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Plataforma online oferece serviço para “limpar” nome de devedores em SP

Resultado de uma parceria entre prefeitura e os cartórios da capital, ferramenta permite que cidadão quite dívidas sem sair de casa

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 14 fev 2020, 15h51 - Publicado em 6 nov 2019, 19h21

O paulistano que estiver com contas atrasadas e com o nome protestado em cartório pode agora pagar suas dívidas pela internet, sem precisar sair de casa.

Isso se tornou possível graças a uma iniciativa da Prefeitura de São Paulo e dos Cartórios de Protesto da cidade, lançada na sexta-feira (1º). Trata-se da criação de uma plataforma online que permite realizar o pagamento de débitos.

O protesto em cartório acontece quando o cidadão deixa de pagar um título (imposto ou multa, por exemplo). Sem receber o dinheiro, o credor comunica o cartório sobre o valor que não recebeu. Com isso, o cidadão fica impedido de ter aprovação de crédito, seja em lojas, ou até mesmo bancos.

Até então, quem estivesse com o nome protestado tinha que se encaminhar até a prefeitura para liquidar a dívida e “limpar” seu nome. A nova plataforma, chamada Central de Protesto (Cenprot), está interligada à base de dados da municipalidade. Pela ferramenta, o contribuinte acessa o site, baixa um boleto e faz a transferência bancária.

A iniciativa também acelerou o processo de cancelamento dos protestos. Antes, a prefeitura levava quinze dias para dar baixa no pagamento do devedor. Com a criação desse sistema, esse prazo caiu para dois dias após o pagamento da dívida.

Há outros serviços disponíveis na Cenprot. Ficou mais fácil também realizar consultas gratuitas de protesto, fazer pedidos de certidões, além de enviar títulos a cartórios e emitir declarações de anuência ao devedor, tudo pela internet.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade