Continua após publicidade

Prefeitura quer por tenda de saúde em delegacia que atende Cracolândia

Proposta é a de tentar convencer usuários envolvidos em delitos a se internar

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 13 Maio 2022, 12h16 - Publicado em 13 Maio 2022, 11h51

Numa nova ofensiva contra a Cracolândia, a Prefeitura de São Paulo informou nesta sexta-feira (13) que pretende instalar uma tenda com equipe de saúde nas proximidades da delegacia de Polícia Civil que atende a região da Luz, no centro.

+Selo com rosto de Pablo Escobar embalava drogas na nova Cracolândia

Ainda não está certo se a instalação da tenda será no pátio do 77º DP (Santa Cecília), no 3º (Campos Elísios), ou perto da 1ª seccional, que são os departamentos policiais mais próximos da região, ou em outra área.

Segundo a Secretaria executiva de Projetos Estratégicos da Prefeitura, a ideia é a de abordar os usuários de drogas que eventualmente se envolvam em ocorrências policiais, principalmente aquelas de pequeno porte.

Continua após a publicidade

Reportagem da Vejinha publicada no dia 29 de abril mostrou ue as “minicracolândias” persistem na capital. Para poder adquirir o crack, de 44% a 46% dos dependentes químicos mantêm o vício por meio de furtos, como mostra um estudo da Unifesp.

+Veruska Donato manda recado polêmico a Michelle Barros após demissão

A lógica da prefeitura com a instalação dessa tenda de saúde é que as equipes médicas e de assistência social tentem sensibilizar esses dependentes químicos num momento de maior fragilidade a se internar, já que acabaram de serem conduzidos à polícia. A ideia é a de que o apoio seja oferecido antes do início de um novo ciclo de uso de drogas em grupo, o que reduziria a possibilidade de aceitação de serviços terapêuticos.

Continua após a publicidade

Morte

Um homem morreu na noite desta quinta-feira (12) na altura do número 724 da avenida Rio Branco, na região da República.

Segundo a Polícia Civil, o homicídio ocorreu após um desentendimento entre pessoas em situação de rua. A motivação do crime ainda será alvo de investigação.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.