Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Mulher esconde cadáver do tio para continuar recebendo aposentadoria

O corpo do idoso estava enrolado em sacos plásticos e lacrado com fita adesiva

Por Redação VEJA São Paulo 21 out 2020, 18h32

Uma mulher foi presa em Vacaria, no Rio Grande do Sul, após ocultar o corpo do tio, de 78 anos, para continuar recebendo a aposentadoria dele. O nome da sobrinha, que tem 48 anos, e o do tio não foram revelados pela Polícia Civil. As informações são do UOL. 

De acordo com a investigação, o idoso era aposentado do Exército e teve o corpo encontrado em um depósito. O cadáver estava enrolado em sacos plásticos e lacrado com fita adesiva.

A Polícia descobriu a situação depois que familiares não conseguiram contato com o homem. Quando o corpo foi localizado, a sobrinha alegou que o tio havia falecido de causas naturais e confessou que escondeu o cadáver para receber o benefício.

Investigações vão apurar se o idoso realmente morreu de forma natural e se mais pessoas estão envolvidas no crime. A mulher foi presa em flagrante por ocultação de cadáver e pode responder por falsidade ideológica ou documental, estelionato e furto.

O caso vem à tona uma semana depois que uma outra mulher levou o corpo de um homem em uma cadeira de rodas a uma agência da Caixa Econômica Federal em Campinas, no interior de São Paulo.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade