Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

MC Gui e influencers são flagrados em praia furando lockdown

Moradores testemunharam o grupo em Bertioga, no litoral de São Paulo; funkeiro foi encontrado há pouco tempo em cassino clandestino

Por Redação VEJA São Paulo 30 mar 2021, 18h14

O funkeiro MC Gui e outros influenciadores digitais foram flagrados gravando vídeos em uma praia de Bertioga, no litoral de São Paulo, no primeiro fim de semana em que o município entrou em lockdown, com medidas restritivas para conter a transmissão da Covid-19. Moradores que testemunharam a cena demonstraram revolta em suas redes sociais. Em nota, a prefeitura da cidade afirmou que os jovens não estavam autorizados a estarem no local. 

O acesso às praias já estava proibido por todos os prefeitos da Baixada Santista desde o dia 15 de março para conter o avanço da pandemia. A medida, no entanto, não impediu que MC Gui e os influenciadores Vivi, Jon Vlogs, Beatriz Michelle e Belle Kaffer, além do produtor Walace Moretti, utilizassem uma das praias do município para gravar vídeos e tirar fotos no último domingo (28). 

Influenciadores digitais e MC Gui em praia de Bertioga furando medida de lockdown da cidade
Jovens apagaram registros de suas redes sociais após queixas de seguidores Reprodução/Reprodução

Imagens compartilhadas nas redes sociais mostram o grupo na praia, sem máscaras. Na foto acima, captada de um vídeo, é possível ver pelo menos oito pessoas na área. O produtor escreveu em uma legenda de uma das fotos divulgadas que a equipe gravava um videoclipe. Na imagem abaixo, Jon Vlogs, Walace Moretti, o funkeiro e Belle Kaffer. 

View this post on Instagram

A post shared by Jon Meninão Incrivel ❤ (@jon_meninao)

Moradores que flagraram o grupo não se conformaram com o ocorrido. A operadora de direito Gabriela Pinto, de 33 anos, contou ao portal G1 que estava na frente de casa, recebendo uma entrega, quando viu todos passando em direção à praia. “Vi várias manifestações no Facebook pedindo respeito, porque estamos vivendo em uma pandemia, e eles estavam fazendo aglomeração na praia. Tinha stories deles fazendo aglomeração, mas quando começou a repercutir, eles começaram a excluir”, disse.

Continua após a publicidade

Segundo a moradora, ela e outros moradores que se revoltaram com a situação comentaram represálias em posts nas redes sociais dos influenciadores, mas foram bloqueados por eles. 

No último dia 15, MC Gui também foi flagrado em outra aglomeração. O ocorrido se deu em cassino de luxo na Zona de Sul São Paulo, onde havia mais de 150 pessoas, incluindo o jogador de futebol do Flamengo Gabigol. O funkeiro irá responder na Justiça por crime contra a saúde pública, por participar da aglomeração no estabelecimento.

Em nota, a Secretaria de Turismo, Esporte e Cultura de Bertioga informa que qualquer evento nas praias, seja ele artístico, cultural ou esportivo, deve ter autorização prévia emitida pela prefeitura. No entanto, a pasta não recebeu solicitação de autorização para possível gravação de clipe na praia. Ainda reiteraram que tais concessões não estão sendo emitidas devido às restrições da pandemia. 

A Prefeitura de Bertioga reitera que permanecem proibidas atividades individuais ou coletivas nas praias, incluindo faixa de areia, calçadões, jardins e mar. A proibição também vale para rios, cachoeiras e trilhas turísticas. Segundo boletim divulgado pela prefeitura nesta segunda-feira (29), o Hospital de Bertioga havia atingido 100% de ocupação nos dez leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) disponíveis. Além destes pacientes, há outros 15 moradores internados em UTIs de outras cidades.

A assessoria de imprensa da Ciclone Produtora, responsável por MC Gui, Beatriz Michelle e Belle Kaffer, informou que o videoclipe foi gravado na residência do cantor, localizada no município. “Não gravamos na praia, e sim, na sua própria casa de praia, e seguindo todos os protocolos da Organização Mundial da Saúde [OMS]”, disse a assessoria. Em relação às fotos na praia, a assessoria não se manifestou e alegou que havia apenas quatro pessoas na gravação.

A assessoria de Vivi alegou que a influencer não tinha vínculo com a gravação, e que estava na cidade apenas para acompanhar o namorado, Jon Vlogs. Ainda segundo eles, Vivi não tinha ciência do lockdown na região. A assessoria afirma que não houve maldade ou interesse de burlar qualquer regra e que na maior parte do tempo ela ficou em casa.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade