Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Governo vai antecipar 13º de aposentados do INSS e abono salarial

Medida tem como objetivo amenizar o impacto da crise econômica gerada pela pandemia

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 13 jan 2021, 09h50 - Publicado em 13 jan 2021, 09h49

O governo federal vai antecipar os pagamentos do 13º de aposentados do INSS e do abono salarial. A decisão acontece em meio à crise econômica gerada pela pandemia de Covid-19 no Brasil. A informação foi antecipada pela GloboNews.

A primeira parcela deve ser paga em fevereiro e a segunda, em março, segundo assessores da presidência. As datas devem ser seguidas também para o pagamento do abono salarial.

A medida está em processo de formalização e a equipe econômica do governo Jair Bolsonaro avalia se será possível fazer a antecipação já no próximo mês. A verba prevista vem do Orçamento de 2021, portanto não acarretará custos extras.

No ano passado, o 13º do INSS foi integralmente pago no primeiro semestre. O auxílio emergencial, adotado nos primeiros meses da pandemia, está descartado pelo governo até o momento.

Continua após a publicidade
Publicidade