Clique e assine por apenas 5,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 28 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Jacquin dá bronca em amador MasterChef que faz prato com sabor de enlatado

Neste domingo (5), juradão não perdoa o deslize de participante em usar ingredientes frescos para preparar comida com jeitão de processada

Por Arnaldo Lorençato - Atualizado em 5 Maio 2019, 21h08 - Publicado em 5 Maio 2019, 18h43

Um uso diferente para a caixa misteriosa vai apavorar os competidores do MasterChef neste domingo (5). Em vez de encontrar ingredientes escondidos sob o caixote de madeira, os participantes darão de cara com uma estátua de um rival. O que isso significa? Treta.

Cada um deles deve escolher 10 ingredientes no mercado, que serão usados pelo concorrente para cozinhar. Os mui amigos podem selecionar itens mais fáceis enquanto ou os rivais reuniram coisas mais difíceis de serem combinadas.

Confabulação dos jurados com Ana Paula: quem terá mais trabalho com os ingredientes Carlos Reinis/band/Divulgação

Confusão à vista, haverá rixa entre os oponentes que se comportam como se estivessem num game show e não numa competição culinária. Um exemplo é a cesta recebida pela Juliana N. Nela, terão ingredientes tão diferentes quanto bife de fígado e leite condensado. Desafio transformar em algo palatável para os jurados Paola Carosella (Arturito e La Guapa Empanadas), Erick Jacquin (Le Bife) e Henrique Fogaça (Sal Gastronomia e Cão Véio).

Por conta dos presentes de grego que as pessoas vão distribuir, rolará uma troca de farpas durante toda a prova. Também ficará claro que existem panelinhas (bom termo, não?) já formadas durante essa temporada, como se não se tratasse de uma disputa individual na qual o que vale mesmo é cozinhar bem.

Caixa misteriosa: acirrando rivalidades Carlos Reinis/Band/Divulgação

As carnes estarão em alta nas bancadas MasterChef, ou proteínas (argh!) como preferem os especialistas. Além do fígado, pintarão t-bone e até rã, o que vai ao mesmo tempo surpreender e incomodar Paola, que não entende esse tipo de escolha, uma vez que existem muitas outras possibilidade para elaborar uma boa receita. Sem carne, naturalmente.

Mesmo assim, os juradões se surpreenderão com os resultados e vão distribuir elogios para quem acertou a mão, inclusive no empratamento. A partir dessa fase, a preocupação com o visual será cada vez maior. Como Fogaça gosta de repetir, e não será diferente nesta temporada, ele volta a atacar com o “menos é mais”.

Cara de game: reforço de estratégia contra os concorrentes Carlos Reinis/Band/Divulgação

Por outro lado, um dos participantes vai tirar o Jacquin do sério ao apresentar uma receita feita com ingredientes frescos, mas usados de maneira equivocada. O chef francês premiado vai disparar que a comida desse pretendente tem gosto de entalada. Uma ofensa ao paladar.

Em de irem direto para a eliminatória, os amadores receberão mais uma chance de salvação. Uma miniprova poderá leva-los ao mezanino. Eles terão 30 minutos para fazer uma massa acompanhada de um molho com apenas três ingredientes. Para se livrar da disputa final, o autor precisará acertar no cozimento perfeito do macarrão (basta ler a embalagem…). Será que inevitavelmente pintarão muitos carbonaras na bancada do fogões dos competidores? Será que algum deles ouviu falar em cacio e pepe?

Continua após a publicidade
O famoso para tudo: depois da ausência na semana anterior, Ana Paula de volta ao programa para a contagem regressiva Carlos Reinis/Band/Divulgação

A eliminação desta noite será com um prato da modinha, o poke. Invenção havaiana que quando servida com arroz, lembra uma das muitas variações do sushi, o tirashizushi. Também é comparado por muita gente com o temaki e até o ceviche, o que seria um exagero.

Prova de poke na eliminatória: prato de origem havaiana Carlos Reinis/Band/Divulgação

Cubos de atum são marinados em um molho de shoyu e gergelim para depois serem misturados com outros ingredientes como alga nori picada, cebola-roxa, tomatinhos, edamame, abacate… Esquecer qualquer um dos ingredientes pode ser um tremendo problema depois que Ana Paula Padrão fizer a contagem regressiva.

É aguardar para ver quem se junta ao Marcus, que na semana passada encarou o Fogaça para dizer umas verdades. Revelou-se um “bruto” bem fofo e até ganhou um abração de despedida do chef bad boy.

Fogaça com Marcus: o que parecia uma brabeza do candidato que deixou o programa na semana passada virou afago Carlos Reinis/Band/Divulgação

Conheça os participantes:

Divulgação/Divulgação

Valeu pela visita! Para me seguir nas redes sociais, é só clicar em:
Facebook: Arnaldo Lorençato
Instagram: @alorencato
Twitter: @alorencato

Para enviar um email, escreva para arnaldo.lorencato@abril.com.br

Caderno de receitas:
+ Fettuccine alfredo como se faz em Roma
+ O tiramisu original
+ O melhor petit gâteau do Brasil

E para não perder as notícias mais quentes que rolam sobre São Paulo, assine a newsletter da Vejinha

Continua após a publicidade
Publicidade