GASTRONOMIA

Escolha um restaurante novo com a sua cara

A fim de conhecer a um endereço recém-aberto e não sabe aonde ir? Confira roteiro com endereços para diferentes paladares

Por: VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

UN
Sashimi de vieira no azeite servido no UN (Foto: Ligia Skowronski)

Para quem quer comer fora e não sabe aonde ir, selecionamos restaurantes abertos nos últimos meses para todo gosto. Tem casa de receitas francesas em shopping, japonês de pedidas pouco ortodoxas, restaurante de cozinha caipira... Confira a lista abaixo.

+ O bar perfeito de acordo com seu perfil

Nambu - Cozinha de Raiz
Estrogonofe de cogumelo-de-paris do Nambu (Foto: Ricardo d’Angelo)

BOA COMIDA PARA A GERAÇÃO SAÚDE

Nambu - Cozinha de Raiz: o cardápio elaborado pelo chef-consultor Renato Caleffi, do Le Manjue Organique, consegue unir sabor e saúde. No salão erguido no terreno com clínica de nutrição e outras especialidades, além de uma academia, dá para experimentar o estrogonofe de cogumelo-de-paris com páprica mais cogumelo shiitake e arroz-cateto (R$ 39,00).

Batubara
A moqueca de pescados do Batubara (Foto: Ricardo d’Angelo)

PARA FAMÍLIAS BOAS DE GARFO ( MAS PARA BALADEIROS TAMBÉM)

Batubara: a comida ali segue a cartilha do variado e familiar. Dá para pedir a enorme moqueca (R$ 199,00), suficiente para três pessoas, preparada com peixes e frutos do mar em molho com bastante tomate. Quem quiser mais agito poderá ficar no bar anexo, com música alta, ou na varanda ao ar livre com sofás e ombrelones.

Ristorantino
Ossobuco de vitela com risoto de açafrão do Ristorantino (Foto: Gladstone Campos)

CULINÁRIA ITALIANA SEM INVENCIONICES 

Ristorantino: depois da saída do chef Salvatore Loi, a casa mudou de nome. Assumiu o posto o jovem e talentoso Henrique Schoendorfer, de 29 anos, que promoveu pequenas e significativas alterações no cardápio, agora mais clássico. Entre os exemplos está o ossobuco de vitela (R$ 91,00) preparado com esmero e delicadeza. 

Sarrasin Bistrô - Shopping Vila Olímpia
Peito de frango ao molho de calvados com maçã (Foto: Ligia Skowronski)

RECEITAS FRANCESAS NO CONFORTO DE UM SHOPPING

Sarrasin Bistrô: a matriz nos Jardins é especializada em galette, o crepe de trigo-sarraceno em diferentes versões. Nessa filial no Shopping Vila Olímpia, o cardápio também exibe clássicos franceses. O peito de frango com o molho de calvados, maçã salteada e a mescla de arroz e trigo-sarraceno sai a R$ 48,00.

UN
O chef Tadashi Shiraishi, do UN, é uma revelação (Foto: Ligia Skowronski)

JAPONÊS ARROJADO QUE FOGE DA MESMICE

UN: o chef Tadashi Shiraishi é uma revelação e seu desempenho deve concorrer com o dos melhores endereços japoneses da cidade. Nem ouse pular o sashimi de vieira marinado e banhado no azeite quente (R$ 45,00), incluído na seção new style. 

Valero
Do Valero, o confit de pato vem com a coxa e sobrecoxa sobre rodelas de batata  (Foto: Ricardo D'Angelo)

NOS MONUMENTAIS SALÕES DO JOCKEY CLUB

Valero: os monumentais salões da sede do Jockey Club de São Paulo voltaram a brilhar. Após um longo período de decadência, o edifício foi ocupado pelo chef francês Pascal Valero e sua sócia, Milva Lopes. Valero coleciona acertos como o confit de pato com a carne da coxa e da sobrecoxa oculta sob a pele tostada e crocante. O prato é valorizado pelo molho rôti e por batata sautée em rodelas. Custa R$ 75,00.

OpyCo
O salão do OpyCo (Foto: Ricardo d’Angelo)

RECEITAS BRASILEIRAS DE PEGADA MODERNINHA

OpyCo: longe de serem tradicionais, as sugestões passam pelo filtro moderninho do chef e sócio Piero Franchini. A feijuca, por exemplo, leva feijão-branco, bacon e couve crocante (R$ 15,00). Ainda com carne suína, há a copa lombo coberta por uma deliciosa pururuca. Custa R$ 27,00.

La Peruana Cevichería
Ceviche clássico do La Peruana (Foto: Fernando Moraes)

FOOD TRUCK QUE VIROU RESTAURANTE PERUANO

La Peruana Cevichería: a casa nasceu como uma cozinha sobre rodas que atrai um montão de gente. Agora, seu pequeno salão igualmente se tornou um sucesso instantâneo. O público procura pelas receitas simples e saborosas da peruana Marisabel Woodman, a exemplo do ceviche clássico (pescada-branca no leite de tigre, caldo de limão, temperos, pimenta com milho e purê de batata-doce; R$ 25,00).

Piselli Sud
Ambiente do Piselli Sud (Foto: Fernando Moraes)

REFEIÇÃO NO SHOPPING RODEADA DE FLORES

Piselli Sud: é impossível ficar indiferente ao charme desta nova unidade do Piselli, na entrada principal do Shopping Iguatemi. Além do ambiente agradável, assinado pelo arquiteto americano Eric Carlson, o salão se abre para um belo jardim de orquídeas. O frito misto de frutos do mar (R$ 51,00), com camarão, lula, peixe e legumes empanados, chama atenção nas sugestões para começar.

Arimbá
O rojão, receita do Arimbá (Foto: Mario Rodrigues)

COMIDA CAIPIRA EM CONTA

Arimbá: é uma casa dedicada às raízes culinárias caipiras de diversos rincões do país. O rojão (R$ 44,90; 500 gramas) lembra uma cafta. Trata-se da carne de porco moída bem temperada e montada no espeto grosso de madeira. 

Herdade
Pappardelle ao ragu de pato servido no Herdade (Foto: Fernando Moraes)

PARA OS FÃS DE COZINHA DO SUL -- QUE NÃO É SÓ CHURRASCO

Herdade: da Região Sul do país, o churrasco é a invenção culinária mais famosa. O trio de estados, porém, tem uma gastronomia muito mais rica, que pode ser conhecida nesta casa. De inspiração gaúcha o pernil de leitão de pele crocante com farofa de maçã verde (R$ 43,00) e a canela de cabrito com purê de berinjela defumada e hortelã (R$ 54,00). 

Nino Cucina
Linguine com vôngole e mexilhão do Nico Cucina (Foto: Fernando Moraes)

COZINHA ITALIANA EM (BADALADO) AMBIENTE COM CARA DE RESIDÊNCIA

Nino Cucina: charmoso, o restaurante lembra uma casa de família. O cardápio também segue a linha acolhedora e traz beliscos, como os bastões de nhoque frito com fatias de mortadela (massa de pão e banha de porco típica da região Emilia-Romagna; R$ 22,00) . Das massas, o linguine com vôngole e mexilhão sai a R$ 52,00.

Fonte: VEJA SÃO PAULO