Especial

Fazer churrasco com cortes de carnes especiais é nova tendência

Fraldinha, bife de chorizo, assado de tira e até o caro kobe beef, entre outros cortes saborosos, passam a dividir a grelha com a picanha

Por: Sophia Braun - Atualizado em

Carnes de churrasco
Degustação de carnes: variedade de cortes é uma boa pedida (Foto: Thinkstock)

Churrasco é um estado de espírito", diz Marcos Bassi, dono do restaurante que leva seu nome, o Templo da Carne Marcos Bassi, quando perguntado sobre o segredo do bom assado. “É preciso reunir gente divertida e alto astral”, acredita ele. Claro que carnes saborosas e preparadas com esmero são essenciais para garantir o sucesso do ritual. Quem não gosta de um corte suculento e macio, no ponto perfeito?

Apesar de popular, a picanha já não reina sozinha nas churrasqueiras. Segundo Sylvio Lazzarini, proprietário da churrascaria Varanda e da distribuidora Intermezzo, que fornece para este e outros restaurantes, há diversas alternativas interessantes a preços competitivos no mercado paulistano. “A maminha é igualmente macia e muito mais barata”, diz o empresário.

No fim de 2012, ele abriu uma espécie de showroom de sua marca para vender bife de chorizo, fraldinha, asado de tira, cordeiro e até kobe beef, um dos cortes mais valorizados do mundo, para o consumidor final. "O brasileiro está cada vez mais exigente à mesa", avalia Lazzarini.

+ Veja a matéria sobre açougues gourmets

+ Churrascômetro: calcule as quantidades ideais de carne

+ Sommelier do Fasano ensina a comprar vinhos baratos no supermercado

Para atender esse público de paladar apurado, a Intermezzo Gourmet e outras butiques especializadas oferecem grande variedade de carnes já limpas, porcionadas e embaladas a vácuo. São cortes principalmente de boi, porco e cordeiro, caso do carré (costeleta), que fica muito saboroso preparado na grelha.

A qualidade desses produtos também costuma ser superior a dos encontrados em açougues tradicionais e nos supermercados. "Só trabalho com gado selecionado e abatido ainda novo", afirma Lazzarini. Ele se refere aos novilhos e novilhas, cujos músculos são menos gastos e rendem uma carne mais macia que a de um animal adulto.

Essa questão de origem e confinamento dos animais põe abaixo o jargão "carne de primeira ou de segunda", que desvaloriza cortes como o coxão mole e o patinho. Segundo Ricardo Gabriel, dono da loja Prime Beef, em Moema, os bovinos é que podem ser melhores ou piores. 

Para embalar esse churrasco cheio de pompa, pedimos para o músico e DJ Tatá Aeroplano bolar uma playlist estilosa para animar a festa:

1- As Tears Go By (Jagger/Richards) - Versão Nancy Sinatra

2 - Baby (Caetano Veloso) - Versão Mutantes

3- La Javanaise - Serge Gainsbourg

4- La Madrague - Brigitte Bardot

5- Tai (Joubert de Carvalho) - Versão João Erbetta - disco Panamericans

6- Bim Bom - João Gilberto

7- Ho-Ba-La-La - Sergio Mendes

8- Thieves - She & Him

9- 1 2 3 4 - Feist

10 -You Told a Lie - Camera Obscura

Fonte: VEJA SÃO PAULO