Clique e assine por apenas 5,90/mês

Último paciente do Hospital de Campanha do Ibirapuera tem alta

Instalação do governo paulista será desativada na próxima semana

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 26 set 2020, 15h03 - Publicado em 26 set 2020, 15h02

Iray Fernandes, 70, foi o último paciente a ter alta do Hospital de Campanha do Ibirapuera, neste sábado (26). A instalação erguida pelo governo paulista no complexo esportivo do Ibirapuera será desativada até a próxima quarta-feira (30).

Fernandes foi a alta número 2 433 do hospital. De acordo com a Secretaria do Estado da Saúde ele é morador de Várzea Paulista e começou a ter sintomas da Covid-19 no dia 8 de setembro.

A instalação começou a operar no dia 1º de maio, com 268 leitos, sendo 28 de UTI. Desde a inauguração o local atendeu 3 189 pessoas, das quais 2 431 tiveram alta, 725 foram transferidas para outras unidades e 24 morreram.

82,7% dos pacientes eram da Grade São Paulo e 12,5% vieram de Campinas. Passaram por ali também moradores de Sorocaba, Piracicaba, Ribeirão Preto e São João da Boa Vista, além de paulistas da Baixada Santista, Vale do Paraíba e Vale do Ribeira

Com a última alta as equipes trabalham agora na primeira etapa da desmobilização, com o recolhimento de materiais e insumos hospitalares.

Continua após a publicidade

Pademia

Neste sábado o estado chegou a 35 063 óbitos e 970 888 casos confirmados da Covid-19. Do total de confirmados, 823 720 pessoas estão recuperadas. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde a taxa de ocupação dos leitos de UTI destinados para a doença é de 44,8% na Grande São Paulo e 45,9% em toda a unidade da federação.

Neste sábado 8 932 pessoas estão internadas por complicações da doença, sendo que 5 052 estão em enfermaria e 3 880 na UTI.

 

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade