Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Isolado sem avisar amigos, locutor e produtor sertanejo morre de Covid-19

Roney Costa, de 42 anos, evitou contar para pessoas próximas que poderia ter contraído o coronavírus para não preocupá-las, diz irmã

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 5 jun 2021, 18h36 - Publicado em 5 jun 2021, 18h34

Roney Costa, produtor musical e locutor de 42 anos, morreu na última quarta-feira (2) em Leme, no interior de São Paulo, por complicações da Covid-19. Ele estava sozinho na casa que pertenceu à avó quando os sintomas se agravaram. De acordo com relatos, Roney falou para poucos familiares que achava que tinha contraído o coronavírus, mas evitou dar a notícia a amigos para não preocupá-los.

A irmã Keila Costa diz que ele deixou a casa em São Paulo no dia 28 de maio e disse à mãe que iria até o interior resolver problemas pessoais e que ficaria na casa da avó, que já morreu. “Quando ele partiu, ele já estava com alguns sintomas gripais. Garganta inflamada, nariz escorrendo. Mas ele pensava que fosse um resfriado, não passava pela cabeça dele que fosse Covid porque os sintomas eram muito leves”, explicou ela ao UOL. 

Ao longo dos dias, no entanto, a situação foi piorando até que ele ligou para a mãe para avisar que desconfiava que havia contraído a doença. Na semana seguinte, os sintomas pioraram ainda mais. Roney teve muita falta de ar e foi ajudado por uma vizinha, que pediu socorro. Bombeiros levaram o homem até o hospital, mas ele não resistiu e acabou morrendo.

“Nosso coração está sangrando. Meu irmão fez diferença na música, ele era um profissional dedicado e ajudou muita gente a despontar para o estrelato. Mas estamos tentando ser fortes, vivendo um dia de cada vez. A dor é muito forte, ele era um menino muito bom, generoso, alegre. Difícil viver essa perda”, desabafa Keila. Ela diz que o irmão teria optado por não contar nada aos amigos para não preocupá-los.

Roney trabalhou para artistas de peso da música sertaneja. Foi o responsável por alavancar a carreira de Henrique Marx, o ‘Médico Cantor’, que prestou solidariedade à família e lamentou a perda do amigo. 

Post do médico cantor Henrique Marx sobre a morte do amigo
Post do médico cantor Henrique Marx sobre a morte do amigo Reprodução/Facebook/Veja SP
  • Continua após a publicidade
    Publicidade