Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Prefeitura passará a informar marca de vacina contra a Covid na 2ª dose

A consulta poderá ser feita online porque, em alguns casos, os locais não possuem os mesmo imunizantes disponibilizados anteriormente

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 26 jul 2021, 13h07 - Publicado em 26 jul 2021, 11h00

A prefeitura de São Paulo irá informar qual vacina estará disponível nos postos e unidades de saúde para a aplicação da segunda dose do imunizante contra a Covid-19. O secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, confirmou a novidade e explicou que será uma ferramenta no site Filômetro.  

“Estamos tentando colocar no Filômetro, aquele site que mostra o tamanho das filas que temos nas unidades de saúde, também colocar essa informação de segunda dose para que a pessoa possa fazer essa consulta. Estamos correndo com essa informação para disponibilizar para as pessoas”, disse em entrevista ao G1. 

+ SP terá 3ª e mais forte onda de frio do ano; veja previsão para a semana

O objetivo é que o portal disponibilize informações sobre os tipos de imunizantes disponíveis nas unidades de saúde, pois, em alguns casos, esses locais podem não ter as mesmas vacinas contra a Covid-19 que aplicadas anteriormente. De acordo com o secretário, o número de segundas doses por dia ficam em torno de 80 000 aplicações. 

Ainda não há data para que a nova ferramenta passe a funcionar. Atualmente, a cidade de São Paulo está com 80% da população acima de 18 anos vacinada com a primeira dose, considerando apenas aqueles elegíveis para receber o imunizante. Nos postos estão disponíveis vacinas da Astrazeneca e CoronaVac para segunda dose, com as da Pfizer disponibilizadas a partir do dia 5 de agosto. 

+ Estudo: anticorpos de quem teve Covid-19 não protegem contra variante

Avanço da vacinação

Edson Aparecido disse nesta segunda-feira (26) que a prefeitura pretende vacinar contra a Covid-19 pessoas com mais de 25 anos até a próxima semana. A declaração aconteceu durante entrevista à CNN Brasil. De acordo com o secretário, a decisão final será tomada após o posicionamento do governo de São Paulo na quarta-feira (28). A expectativa é de poder avançar na imunização da população no início de agosto.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade