Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Paulo Gustavo sofre embolia e estado de saúde é de extrema gravidade

Após apresentar alguma melhora, o humorista teve piora acentuada no domingo (2) à noite

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 3 Maio 2021, 17h11 - Publicado em 3 Maio 2021, 17h10

Paulo Gustavo sofreu uma piora em seu estado de saúde nas últimas horas, disse a equipe médica do humorista. Ele foi diagnosticado com uma fístula broncovenosa – uma abertura entre os pulmões e as veias. Por causa disso, bolhas de ar entraram na corrente sanguínea do ator, o que causou embolia e outras complicações.

Ele está internado em decorrência da Covid-19 desde o dia 13 de março. De acordo com os médicos, ainda não há como medir a gravidade das lesões, mas a equipe já avalia a realização de uma cirurgia. Paulo Gustavo segue em terapia ECMO, uma espécie de pulmão artificial.

Leia o comunicado da assessoria de imprensa do ator:

“Internado desde 13 de março, no Rio de Janeiro, com quadro de COVID-19, Paulo Gustavo permanece  no Serviço de Terapia Intensiva e nas últimas 24 horas surgiram complicações graves. Depois de alguma melhora, Paulo Gustavo subitamente piorou no dia de ontem. A equipe médica emitiu, hoje, novo boletim: ‘Ontem à tarde, após redução dos sedativos e do bloqueador neuromuscular, o paciente acordou e interagiu bem com a equipe profissional e com o seu marido”, diz o comunicado.

“À noite, subitamente, houve piora acentuada do nível de consciência e dos sinais vitais, quando novos exames demonstraram ter havido embolia gasosa disseminada, incluindo o sistema nervoso central, em decorrência de uma fístula bronquíolo-venosa. Infelizmente, a situação clínica atual é instável e de extrema gravidade. A família do ator continua agradecendo todo o carinho e pedindo orações para uma recuperação de Paulo Gustavo, assim como das demais pessoas acometidas por essa doença terrível”, conclui a nota.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade