Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Bruno Covas apresenta sangramento no estômago e vai para a UTI

Político foi internado no domingo (2) por causa dos efeitos adversos do tratamento de câncer; ele foi intubado e seu estado é considerado grave

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 3 Maio 2021, 12h52 - Publicado em 3 Maio 2021, 12h18

Bruno Covas foi transferido para Unidade de Tratamento Intensiva (UTI) nesta segunda-feira (3) após um quadro de sangramento no estômago. Ele também foi intubado. Exames demonstraram que o sangramento foi causado por uma úlcera, acima do tumor original que enfrenta. O quadro de saúde é considerado grave.

O prefeito está no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Em entrevista à rádio CBN, o médico David Uip afirmou que ele teve náuseas e vômitos no fim de semana e a equipe médica optou por interná-lo.

“O prefeito teve sintomas neste fim de semana próprios de quem recebe tratamento quimioterápico e imunoterápico. Ele teve náuseas, perspectiva de vômitos. Então, nós optamos por interná-lo para anteciparmos exames e para também avaliar a possibilidade do segundo ciclo de químio e imunoterapia”, afirmou Uip.

Covas se licenciou do cargo para cuidar da saúde. Em meados de abril, os médicos descobriram novos focos de câncer nos ossos e no fígado do político. Depois, ele foi diagnosticado com líquidos nos pulmões e no abdômen. Ele ficou internado e passou por drenagem, que foi bem sucedida. Ele chegou a receber alta hospitalar, mas voltou a ser internado.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade