Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Paulo Gustavo: equipe médica fala em quadro irreversível

Internado em hospital após contrair Covid-19, saúde do ator teve piora no último final de semana

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 4 Maio 2021, 20h17 - Publicado em 4 Maio 2021, 20h07

O ator Paulo Gustavo está internado desde o dia 13 de março, após complicações da Covid-19. Na noite de domingo (2), ele sofreu uma embolia pulmonar, o que causou lesões cerebrais. Nesta terça-feira (4) a equipe médica afirmou que o estado de saúde do artista é irreversível.

De acordo com a nota divulgada pela equipe de Paulo, “apesar da irreversibilidade do quadro, o paciente ainda se encontra com sinais vitais presentes”. O ator está internado há cerca de 50 dias. Ele apresentou leve melhora no quadro, mas piorou e foi intubado no dia 22 de março.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90

O artista está internado no Hospital Copa Star, em Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Desde 2 de abril ele utilizava a terapia ECMO, que se assemelha ao uso de um pulmão artificial. No domingo (2) o ator chegou a acordar e interagir com o marido, Thales Bretas, com quem tem dois filhos, mas pela noite houve piora acentuada.

Leia o comunicado divulgado pela equipe do artista:

Continua após a publicidade

COMUNICADO

Internado desde 13 de março, no Rio de Janeiro, com quadro de COVID-19, Paulo Gustavo permanece no Serviço de Terapia Intensiva.

A equipe médica acaba de emitir novo boletim divulgado pela assessoria de imprensa do ator:

“Após a constatação da embolia gasosa disseminada ocorrida no último domingo, em decorrência de fístula brônquio-venosa, o estado de saúde do paciente vem deteriorando de forma importante.
Apesar da irreversibilidade do quadro, o paciente ainda se encontra com sinais vitais presentes.”

A família do ator continua agradecendo todo o carinho e pedindo orações dirigidas ao Paulo Gustavo, assim como às demais pessoas acometidas por essa doença terrível.

Continua após a publicidade
Publicidade