Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Mister de 34 anos morre após complicações relacionadas à Covid-19

Vinicius Pin sofreu uma parada cardiorrespiratória enquanto aguardava um leito de UTI após contrair o coronavírus

Por Redação VEJA São Paulo 25 mar 2021, 10h15

Vinicius Pin, modelo que foi eleito Mister Espírito Santo em 2013, morreu por complicações da Covid-19 na última segunda-feira (22). Ele, que tinha 34 anos, sofreu parada cardiorrespiratória enquanto aguardava por um leito de UTI em um hospital na região metropolitana de Vitória. 

O rapaz havia sido internado no último sábado (20). Ele teve sintomas do coronavírus, mas o primeiro teste que fez, no dia 10, havia tido resultado negativo. “Só que o PCR dele estava alto, estava em 19, o normal é 6”, disse Rebeca da Rosa, irmã dele, ao UOL. 

Segundo ela, apesar da inflamação indicada pelos números altos, o hospital liberou Vinicius. O modelo piorou nos dias seguintes. “Ele piorou, tendo febre, muita dor de cabeça, e fadiga. Começou a piorar por volta do dia 18, 19, e minha mãe levou ele pro hospital no dia 20, sábado”, explicou a ela. 

Vinicius chegou a apresentar leve melhora, mas a saturação piorou. Rebeca disse que ele estava ofegante e foi colocado pronado (de costas) em um quarto. “Ficava oscilando, mas quando chegou por volta das 14h, quando desci pra dar a notícia de que ele ia para a UTI, veio uma parada cardíaca”, disse a irmã. O corpo de Vinicius foi enterrado na quarta (25) em cerimônia fechada por conta do risco de contaminação pela Covid-19.

O modelo venceu o concurso de beleza em 2013 e chegou a trabalhar em todo o país e morou em São Paulo. Depois, resolveu retornar ao Espírito Santo, onde morava com a família e cuidava de um irmão deficiente físico.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade