Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Governo de SP recebe 7 milhões de máscaras para Covid-19

Equipamentos foram comprados da China e serão destinados para profissionais da saúde

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 30 abr 2020, 14h37 - Publicado em 30 abr 2020, 14h36

O governo de São Paulo recebeu na manhã desta quinta-feira (30) um lote com mais de 7 milhões de máscaras que foram importadas da China. De acordo com a gestão de João Doria (PSDB), o carregamento faz parte de uma carga de 18 milhões de equipamentos de segurança para os profissionais de saúde que foram comprados da Ásia. São máscaras cirúrgicas e também do tipo N-95.

O investimento é de 63 milhões de reais, e visa forçar o estoque dos equipamentos de proteção individual da Secretaria da Saúde. Outra remessa deve chegar na primeira quinzena de maio. “Importamos esses produtos, oferecendo materiais para que as equipes estejam devidamente protegidas para atender a população”, disse José Henrique Germann, secretário da Saúde.

O Coordenador do Centro de Contingenciamento do Coronavírus, David Uip, afirma que é importante também que a população adote o uso de máscaras nos deslocamentos diários. “A necessidade aumentou. Nós entendemos hoje o uso de máscaras como algo extremamente importante”, afirma.

  • Publicidade