Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Anvisa recomenda restrições para voos vindos de 6 países africanos

Motivo é a nova variante, identificada na África do Sul; países como Reino Unido, Alemanha, Itália, Áustria e Israel já adotaram medidas do tipo

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 26 nov 2021, 12h55 - Publicado em 26 nov 2021, 12h54

Em nota técnica publicada nesta sexta-feira (26), a Anvisa recomendou restrições para voos vindos de 6 países da África. África do Sul, Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue estão na lista.

+ “Se lá na frente houver risco sanitário, não teremos Carnaval, é claro”, diz Nunes

A recomendação vem após a identificação de uma nova variante na África do Sul. A Anvisa sugere a suspensão de todos os voos e da entrada de estrangeiros vindos desses países, além de quarentena para brasileiros ou residentes legais que tiveram passagem por um desses países até 14 dias antes de terem voltado ao Brasil.

+ Portugal restabelece restrições contra a Covid-19 com alta de casos

Segundo a Agência de Segurança Sanitária britânica, a variante, chamada de B.1.1.529, tem uma proteína spike que difere drasticamente das do coronavírus original, no qual foram baseadas as vacinas.

Continua após a publicidade

Outros países como Reino Unido, Alemanha, Itália, Áustria e Israel já adotaram as restrições. O secretário de saúde do Reino Unido, Sajid Javid, afirmou que “há um número significativo de mutações, talvez o dobro do número de mutações que vimos na variante Delta”, e que isso “pode indicar que ela pode ser mais transmissível e que as atuais vacinas que temos podem ser menos eficientes”.

Com Agência Brasil

+Assine a Vejinha a partir de 6,90.

Continua após a publicidade

Publicidade