Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Presidente da Argentina, Alberto Fernández presta homenagem a Maradona

Ídolo do futebol morreu aos 60 anos após uma parada cardiorrespiratória

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 25 nov 2020, 14h18 - Publicado em 25 nov 2020, 14h15

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, publicou uma mensagem em suas redes sociais em homenagem a Diego Maradona, que morreu nesta quarta-feira (25) aos 60 anos. “Nos fizeste imensamente felizes. Foi o maior de todos. Obrigado por ter existido, Diego. Vamos sentir sua falta por toda a vida”, escreveu a principal autoridade do país.

Um dos maiores jogadores de futebol do mundo sofreu uma parada cardiorrespiratória na casa onde estava depois de uma operação na cabeça. A cirurgia que fez no cérebro no início do mês foi para drenar uma pequena hemorragia. Maradona recebeu alta oito dias depois. Na ocasião, o médico Leopoldo Luque afirmou que a cirurgia era considerada simples, mas havia preocupação pelo estado de saúde do ex-jogador.

 

Continua após a publicidade
Publicidade