Clique e assine por apenas 6,90/mês

Mulher invade ‘ao vivo’, acusa repórter de mentir e Bocardi intervém

Romeu Neto falava sobre ocupação de leitos de UTIs em Sorocaba quando foi interrompido

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 23 jul 2020, 10h20 - Publicado em 23 jul 2020, 10h15

Uma situação incomum surpreendeu os telespectadores do Bom Dia SP desta quinta-feira (23). Uma mulher invadiu uma reportagem de Romeu Neto para questionar as informações sobre a lotação de leitos de UTI para pacientes com Covid-19 na Santa Casa de Sorocaba.

Rodrigo Bocardi, âncora do telejornal, disse que faltou educação na intervenção, mas ressaltou que o espaço estava aberto caso ela quisesse expor a reclamação. O repórter, no entanto, informou depois que ela se recusou a entrar no ar.

Ele passava informações sobre a situação dos leitos de UTI em Sorocaba. De acordo com o repórter, os 40 leitos estão ocupados na Santa Casa da cidade e Sorocaba tem 87% dos leitos de UTI da rede pública lotados. “Mentira, isso é mentira, tem um monte de leitos aqui”, disse a mulher ao invadir o link ao vivo.

O repórter saiu de cena e a imagem foi cortada. Bocardi inteveio: “Ele tava relatando o problema. Tem que saber o que ela está dizendo o que é mentira, o que a prefeitura tem feito para população de Sorocaba. Quando ele tiver o esclarecimento disso, pode voltar”, disse.

“E se ela está dizendo do que você está falando, que ela possa apontar e nos trazer aqui o esclarecimento. Se ela não estiver de acordo, que Romeu estava dizendo é mentira, que a gente possa debate para saber qual é, vamos buscar a verdade sempre.”

Após a confusão, o repórter reafirmou as informações e disse que a mulher não quis esclarecer o que havia dito. 

Continua após a publicidade
Publicidade