Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Bienal do Livro retorna a São Paulo com homenagens a autores portugueses

Evento começa neste sábado (2) e terá, no Expo Center Norte, 182 expositores e mais de 300 autores nacionais

Por Humberto Abdo e Nathália Meirinho Atualizado em 3 jul 2022, 09h53 - Publicado em 1 jul 2022, 06h00

Depois de um jejum de quatro anos, a Bienal do Livro está de volta. Sediada no Expo Center Norte de sábado (2) a domingo (10), reúne 182 expositores e tem Portugal como país homenageado. “O livro físico tem uma atração sem igual em todas as idades e é pelas vitrines e festas literárias que descobrimos nossos autores e livros favoritos”, defende Vitor Tavares, presidente da Câmara Brasileira do Livro.

Na 26ª edição do evento, a lista de convidados inclui mais de 300 autores nacionais e trinta internacionais, como o português Valter Hugo Mãe e a moçambicana Paulina Chiziane, primeira mulher africana a vencer o Prêmio Camões e convidada de honra no pavilhão de 500 metros quadrados que será dedicado à literatura portuguesa e terá até a réplica de um bondinho, símbolo de Lisboa. “Esse espaço é como se fosse o consulado de Portugal dentro da Bienal, com exposição comemorativa em homenagem aos 100 anos de José Saramago e mais de 3 000 exemplares de livros que ainda não são publicados no Brasil”, adianta Tavares.

Bienal do Livro
Retorno ao presencial: 26ª edição tem expectativa de 600 000 visitantes em nove dias Bienal do Livro/Divulgação

+Walcyr Carrasco será destaque na Bienal do Livro com romance inédito

Por lá, 21 autores portugueses ou falantes da língua portuguesa vão integrar a programação com encontros, conversas e leituras no auditório. Também participam os chefs Vitor Sobral e André Magalhães. “A lista poderia ser um bocadinho maior, mas escolhi os nomes que mais representam a diversidade e que aguçam o apetite dos brasileiros”, resume a curadora Isabel Dias.

A extensa programação espalhada pelos estandes das editoras também deve atrair  os visitantes, como o espaço Tudo Começa na Livraria, que terá marcas brasileiras como Travessa e Martins Fontes em uma área coletiva. “Queremos defender as lojas físicas, que passaram por um período difícil na pandemia e estão sendo retomadas em tamanho menor. Pelas prateleiras, você sempre vai encontrar um livro que se encaixa no momento que estiver vivendo e assim acaba se transformando.”

+Primeira Feira do Livro, na praça do Pacaembu, quer ser Flip paulistana

Destaques da edição

Paulina Chiziane conversa com Francis Manzoni
Com títulos como Niketche e O Alegre Canto da Perdiz, a moçambicana discute sua vida e obra no Pavilhão de Portugal no domingo (3), às 11h30.

Arena Cultural
Encontros e discussões fazem parte da arena, além de uma homenagem ao centenário de nascimento de José Saramago, o único escritor de língua portuguesa a ganhar o Prêmio Nobel de Literatura.

Continua após a publicidade

Espaço Infantil
Com curadoria de Elisabete da Cruz, serão 28 atividades educativas com narrações de histórias e oficinas temáticas. Mario Sergio Cortella, Laila Zaid e Guilherme Karsten estão entre os autores confirmados.

Skeelo Talks
Nomes como Laurentino Gomes e Luiz Felipe Pondé passam pelo estande do aplicativo de livros digitais Skeelo em sessões de conversas e leituras. Na voz de Mel Lisboa, o audiolivro Rita Lee — Uma Autobiografia será um dos lançamentos e uma árvore de 6 metros de altura assinada pelo artista Sergio Ribeiro vai decorar o espaço.

Cozinhando com Palavras
O chef português Vitor Sobral (foto), do restaurante Tasca da Esquina, integra a série de palestras e demonstrações gastronômicas na roda de conversa Viagem a Portugal pelos Seus Sabores, com participação de Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal, e mediação de Arnaldo Lorençato, editor-sênior de VEJA SÃO PAULO. O encontro ocorre na segunda (4), às 14h.

Vitor Sobral, um homem branco, magro e idoso vestindo uma dólmã e sorrindo em frente a uma cerca viva
O chef Vitor Sobral: homenagem a Portugal Grupo da Esquina/Divulgação

Nomes como Janaina Rueda, André Magalhães e Alex Atala também participam na segunda (4), na quinta (7) e no sábado (9), respectivamente.

Bienal Internacional do Livro
Rua José Bernardo Pinto, 333, Vila Guilherme. Seg. a sex., 9h/22h; sáb. e dom., 10h/22h. R$ 30,00. A partir de sáb. (2). Até dom (10). bienaldolivrosp.com.br.

Para mais novidades e destaques paulistanos, siga Humberto Abdo no Instagram e no Twitter.

+Assine a Vejinha a partir de 9,90. 

Publicado em VEJA São Paulo de 6 de julho de 2022, edição nº 2796

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês