Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Pedro Scooby revela valor de pensão paga aos filhos: “Encostado em quê?”

Surfista abriu o jogo sobre polêmicas recentes e falou do fim dos relacionamentos com Luana Piovani e Anitta

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 30 set 2019, 10h50 - Publicado em 30 set 2019, 10h46

Em uma onda de polêmicas recentes, o surfista Pedro Scooby deu uma entrevista à jornalista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, abrindo o jogo sobre quanto paga de pensão aos filhos, os relacionamentos com Luana Piovani, Anitta, a fama de “encostado” e desmentiu um jornalista que disse ter vivido um romance com ele.

Na conversa, o surfista contou que paga suas próprias contas desde os 13 anos de idade, e que tornou-se chefe de sua família aos 15. Tudo graças ao surf, esporte que o fez conhecido. “Fui contratado pela Nike durante 13 anos e acabou o patrocínio neste ano. As pessoas têm uma impressão de que para você ser bem-sucedido você tem que ter um título ou você tem que ser um cara que ostenta, para mostrar que tem dinheiro. Eu sou um cara que o primeiro carro que tive na vida foi de 600 000 reais”, afirmou.

Sobre a paternidade, ele garantiu participar do desenvolvimento das crianças (“ensinei a pegar onda, andar de skate, nadar”). Também disse que, em algum momento, o acordo com Luana Piovani, mãe das crianças, não estava dando certo. Ainda assim, os contratempos nunca foram relacionados ao pagamento de pensão. “Nunca tive esse problema, sempre paguei uma pensão altíssima. Entendo que tenho três filhos e tal. Muita pessoas falam “que cara encostado”. Encostado em quê? Eu pago 10 000 de pensão para os meus filhos. O que acontece é que sempre optei pela minha felicidade”, garantiu.

Durante a conversa, Scooby garantiu que a relação com Luana vai bem, obrigado. Já com Anitta, ele diz não conversar mais. Mas afirma guardar “carinho”. O surfista ainda desmentiu o relato de um jornalista que disse ter vivido um romance com ele, jogando supostos “prints” nas redes sociais com intenção de provar o relato.

Não sei ainda se vou processá-lo. Eu sou um cara que levo a vida muito de boa. Acho que é muito fácil, hoje em dia com a tecnologia que tem, pegar e fazer uma montagem com os outros. Mas eu não tenho que ficar me justificando para ninguém. Cada um acredita no que quiser. Acho que esse assunto não é para ser falado, porque é algo que não existiu na minha vida. Passou ali e eu não tirei para nada por ser mentira”, disse.

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês