Imagem Blog

Pop! Pop! Pop!

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais
Continua após publicidade

“Fiquei louca e comecei a chorar” diz esposa de Jacquin sobre golpe da falsa babá

Em entrevista Rosangela Menezes falou sobre o caso que ocorreu em novembro

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 2 jan 2020, 13h10 - Publicado em 2 jan 2020, 13h05

Após a família de Erick Jacquin passar por um grande susto com uma falsa babá que culminou em uma prisão em novembro de 2019, Rosangela Menezes, esposa do jurado do MasterChef, relembrou a ocasião. Ela contou como se sentiu ao descobrir que deixou seus filhos gêmeos, Elis e Antoine, de 1 ano de idade, aos cuidados da mulher.

Em entrevista concedida ao portal UOL Rosangela revelou que tem tentado superar o trauma após o golpe e que os cuidados com os gêmeos foram dobrados. Isso me abalou muito. Fiquei muito mal. Parece que você é violentada. Achei que era a babá perfeita e ser tão enganada assim“, disse.

Rosangela relembrou como entrou em contato com a mulher. “Uma amiga minha indicou a babá com base em informações de uma outra pessoa. Ela me trouxe os documentos dela e as referências. Mas todas as referências eram falsas e o documento estava em outro nome”, se recorda. Andrea Lopes da Silva, 38 anos, utilizava o nome da irmã e chegou a furtar relógios, sendo presa em flagrante na madrugada do dia 2 de novembro.

Foi a mãe dos gêmeos que recebeu uma mensagem pelo celular alertando sobre a falsa babá. O casal não estava em casa naquele momento e as crianças estavam aos cuidados da mulher. “Fiquei louca e comecei a chorar. Os meus filhos estavam dormindo com ela. O delegado pediu para manter a calma”, conta.

Continua após a publicidade

Após quase três meses do susto a empresária pensa em colocar câmeras no apartamento. “Até agora não consegui confiar em ninguém e estou me dedicando 24 horas para os bebês. Durante o dia eu fico com eles e o motorista acabou virando babá porque me ajuda. À noite também tem uma pessoa que me ajuda. Você começa a repensar em tudo, em cada pessoa que entra na sua casa. Ficou um trauma. Eu sei que vou precisar de alguém porque eles estão começando a engatinhar”, desabafa.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.