Imagem Blog

Notas Etílicas - Por Saulo Yassuda

Por Saulo Yassuda
O jornalista Saulo Yassuda cobre cultura e gastronomia. Faz críticas de bares na Vejinha há dez anos. Dá pitacos sobre vinhos, destilados e outros assuntos
Continua após publicidade

Discreto, The Punch Bar serve drinques à japonesa em galeria

Para acessar o espaço, é necessário fazer reserva e tocar uma campainha

Por Saulo Yassuda Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 20 jan 2022, 14h22 - Publicado em 13 ago 2021, 06h00

O The Punch Bar tem espírito japonês, mas não é um izakaya, tipo de boteco para petiscar e tomar saquê. É um lugar essencialmente da coquetelaria. Toca-se uma campainha para ser recebido no discreto salão, aberto há um ano — com algumas interrupções na operação durante a quarentena —, na mesma galeria do premiado Kan Suke. Pequeno, o bar tem só um balcão e duas mesas. Por isso, é de lei reservar.

Com a mesma habilidade que transita entre o japonês e o português, o anfitrião Ricardo Tooru Miyazaki prepara os coquetéis. Ex-executivo de uma multinacional do Japão, o paulistano resolveu aprender o novo ofício em um curso no Senac.

Drinque de cor verde com espuma branca em copo baixo de vidro sobre porta-copos.
Matchá sour: com shochu e chá-verde em pó (Romero Cruz/Veja SP)

Adaptação dele, o matchá sour (R$ 42,00) leva o destilado shochu feito com cevada, chá-verde em pó, limão-siciliano, xarope de açúcar e clara de ovo. Quase nada doce, tem o amarguinho característico do matchá e cobertura espumosa.

Mais alcoólico, o smoked godfather (R$ 45,00) é uma versão do old fashioned elaborada com um quarteto de uísques (bourbon, rye, scotch e turfado) e licor amaretto. A receita, Miyazaki extraiu da plataforma Difford’s Guide, assim como o damn it jimmy (saquê, rum, vinho jerez fino, vermute seco, xarope de açúcar mais bitter japonês; R$ 45,00), servido com uma azeitona e dono de um atraente toque umami.

Continua após a publicidade
Balcão do The Punch Bar à esquerda com clientes sentados em banquetas.
Ambiente quase escondido: somente sob reserva (Romero Cruz/Veja SP)

Não há cozinha, mas aperitivos, como a língua bovina em fatias finas (R$ 32,00), podem vir direto do Washoi, outro restaurante da galeria.

The Punch Bar
Rua Manuel da Nóbrega, 76, loja 17 (Edifício Barão de Ouro Branco), Paraíso. tel. 97342-3186.
Das 18h às 21h e das 21h15 às 0h (sábado 17h/20h30 e 20h40/0h; fecha domingo).
Tem acessibilidade.
Instagram: @thepunchsp. 

Avaliação: BOM (✪✪✪)

Continua após a publicidade

Confira o cardápio: 

Cardápio
(Divulgação/Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Assine a Vejinha a partir de 8,90 mensais

Continua após a publicidade

Valeu pela visita! Tem alguma novidade para me enviar? Meu e-mail é saulo.yassuda@abril.com.br

Também estou no Instagram: @sauloyassuda

E, olha só, voltei ao Twitter: @sauloy

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.