Imagem Blog

Notas Etílicas - Por Saulo Yassuda

Por Saulo Yassuda
O jornalista Saulo Yassuda cobre cultura e gastronomia. Faz críticas de bares na Vejinha há dez anos. Dá pitacos sobre vinhos, destilados e outros assuntos
Continua após publicidade

Conheça a Vivant, padaria artesanal com opções de toque brasileiro

No espaço do Jardim Paulista, alguns dos pães ganham fermento de tucupi e massa com maniva. Leia a crítica

Por Saulo Yassuda Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
15 mar 2024, 06h00

Uma vitrine cheia de pães vistosos passou a fazer parte do cenário de quem passa pela esquina das alamedas Casa Branca e Itu. Desde novembro, funciona ali a Vivant, padaria artesanal montada num imóvel antigo sem mesas para se acomodar, mas com bancos na calçada — a casa opera no esquema escolha-pague-leve.

Para formular as receitas, o fotógrafo fluminense e padeiro André Cunha, que toca o negócio com o sócio Mário Izaias, destacou o consultor Felipe Oliveira, com passagens por panificadoras de hotéis de luxo.

Alguns dos pães ganham um particular toque nacional que vai além do uso do levain (fermento natural) de tucupi, ainda que as farinhas de trigo utilizadas sejam francesas ou italianas.

vivant-pão-maniva
Sourdough de maniva: pão de personalidade da Vivant (Felipe Oliveira/Divulgação)

O sourdough de maniva (R$ 25,00, 500 gramas), por exemplo, tem a coloração escura pela adição da folha moída da mandioca, ingrediente fundamental da maniçoba, o prato tradicional apelidado de feijoada paraense. De personalidade, é um pão que basta por si só e que roubaria as atenções em um sanduíche.

Num extremo à Itália, o caprese (R$ 25,00, 500 gramas), de massa mais elástica, leva um pouco de muçarela de búfala, tomate-cereja e manjericão, nem tão bem distribuídos pela massa.

Continua após a publicidade

O brioche nanterre macio (R$ 30,00, 480 gramas), e a ciabatta alveolada (R$ 10,00, 100 gramas), ambos de boa textura, merecem ser levados para casa.

vivant-brioche-padaria
Brioche nanterre: opção da padaria Vivant (Mario Rodrigues/Divulgação)

Da linha de folhados, nem sempre vale apostar no croissant de creme de amêndoa (R$ 18,00), de recheio que pode não estar fresquinho. Melhor ficar com o danish de azeitona (R$ 10,00), bom para um lanche.

Avaliação: BOM (✪✪✪)

Vivant

Alameda Casa Branca, 399, Cerqueira César, telefone e WhatsApp 91615-6070. Tem acessibilidade. Tem delivery. Tem retirada.
Das 7h às 19h (sábado até 13h; fecha domingo). 
Instagram: @vivant.padaria. 

Continua após a publicidade

Publicado em VEJA São Paulo de 14 de março de 2024, edição nº 2884

BAIXE O APP COMER & BEBER E ESCOLHA UM ESTABELECIMENTO:

IOS: https://abr.ai/comerebeber-ios

ANDROID: https://abr.ai/comerebeber-android

Compartilhe essa matéria via:
 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.