Imagem Blog

Vinho e Algo Mais

Por Por Marcelo Copello
Especialista na bebida, Marcelo Copello foi colunista de Veja Rio. Sua longa trajetória como escritor do tema inclui publicações como a extinta Gazeta Mercantil e livros, entre eles "Vinho e Algo Mais" e "Os Sabores do Douro e do Minho", pelo qual concorreu ao prêmio Jabuti
Continua após publicidade

Mais de uma centena de uvas para descobrir

Em vez de ficar apenas nas mais conhecidas, vale um passeio por cepas interessantes entre as cerca 10 000 variedades existentes

Por Marcelo Copello
18 ago 2023, 06h00

Um dos aspectos que mais fascina quem gosta de vinho é a infinita variedade. Para os fãs da bebida, o grande charme é descobrir novidades. Não existe número preciso, mas a estimativa é de que existam algo como 10 000 tipos de uvas cultivadas mundo afora. No entanto, metade da área plantada é ocupada apenas pelas trinta variedades mais populares, como merlot, cabernet sauvignon, chardonnay, garnacha, tempranillo, sangiovese, etc.

Para quem quer descobrir e sair um pouco da seleção das mais comuns, selecionei mais de 100 sugestões de uvas que me agradam muito e não são tão conhecidas.

BRANCAS + TINTAS
Brasil: riesling itálico, peverella (brancas) + rebo, marselan (tintas)

Espanha: godello, palomino, macabeo/viúra, merseguera, verdejo + mencía, bobal, graciano

Grécia: assyrtiko, savatiano, roditis, moschofilero + xynomavro, mavrotragano, agiorgitiko

Continua após a publicidade

Itália: arneis, grillo, inzolia, malvasia (da região de Carso, em Friuli), ribolla gialla, erbaluce, catarratto, grechetto, picolit, carricante, vermentino, verdicchio, gavi, falanghina, vernaccia, garganega, friulano, cortese, pecorino + nerello mascalese, pignolo, dolcetto, teroldego, frappato, aglianico, refosco, corvina, lacrima, monica, lagrein

Portugal: rabigato, cerceal, encruzado, moscatel roxo, terrantez, bical, loureiro, verdelho, bual, antão vaz, sercial, bical, gouveio, viosinho + ramisco, sousão, tinta grossa, grand noir, tinto cão, baga, bastardo, alfrocheiro, jaen, ramisco, tinta caiada, rufete, moreto

SÓ BRANCAS
Alemanha: müller-thurgau, silvaner Austrália e Argentina: sémillon (na Austrália da região Hunter Valley)

Áustria: grüner veltliner

Continua após a publicidade

Canadá: vidal

Eslovênia/Itália: vitovska

França: savagnin, roussanne, marsanne, chenin blanc (da África do Sul também), gros manseng, aligoté

Geórgia: rkatsiteli

Continua após a publicidade

Hungria: furmint Suíça: amigne, chasselas ou fendant, heida ou païen, petite arvine

APENAS TINTAS
Chile: país, carignan (cariñena na Espanha)

França: mourvèdre (monastrell na Espanha)

Geórgia: saperavi Suíça: cornalin, humagne rouge

Continua após a publicidade

Turquia: öküzgözü, kalecik karasi

1. Tre Stelle Feudi Del Vescovo I.G.P. Beneventano Aglianico 2019
Do produtor Fantini, da Campania, na Itália, o aglianico passa oito meses de barricas de carvalho americano. Cor escura, aroma intenso, com notas de geleia de ameixa e amora, baunilha e defumados. Paladar meio seco, encorpado e macio. R$ 152,82, na Wine.

2. Finca Valcendon Colección 7 Parcelas D.O.C.A.
Rioja Graciano 2020 Da espanhola D. Mateos, de Rioja, a graciano passa cinco meses em barricas de carvalho francês. Cor rubi escura, aroma de frutas vermelhas, morango, cereja, além de notas de madeira, baunilha. Paladar de médio corpo, tem taninos levemente presentes, acidez equilibrada. R$ 152,82, na Wine.

3. Grecante Colli Martani Grechetto D.O.C. 2019
Do ótimo produtor Arnaldo Caprai, da Úmbria, na Itália, é elaborado com a casta grechetto. Cor palha bem clara, com aromas de maçã verde, pêssego, maracujá e flores brancas. Paladar alongado, de corpo entre leve e médio, tem textura macia e boa acidez. R$ 179,90, na Evino.

Continua após a publicidade

4. Verdelho o Original Açores I.G. 2019
De António Maçanita, com uvas dos Açores, em Portugal, o verdelho fica nove meses em tanques de aço. De coloração palha clara, aroma fresco, com notas de limão, maçã, abacaxi, flores brancas e mel, além de toque mineral salgado, um pouco oxidativo. Paladar leve, ótima acidez, final de boca com leve amargor que não compromete. R$ 349,90, na Evino.

Publicado em VEJA São Paulo de 18 de agosto de 2023, edição nº 2855.

BAIXE O APP COMER & BEBER E ESCOLHA UM ESTABELECIMENTO:

IOS: https://abr.ai/comerebeber-ios
ANDROID: https://abr.ai/comerebeber-android

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.