Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Corrida Por Marcos Paulo Reis Dicas sobre corridas para praticantes do esporte, por Marcos Paulo Reis.

Como começar a correr

Então você que estava parado há algum tempo, inspirado por esses dias gostosos de sol e temperatura agradável do outono paulistano, resolveu começar a se mexer… E logo pensou: “vou começar a correr”. Espere um pouco: por mais que você veja seu amigo dizer que correr é fácil, a porta de entrada para essa atividade […]

Por VEJA SP Atualizado em 27 fev 2017, 10h34 - Publicado em 10 jun 2013, 14h07

FOTO: Latinstock

Então você que estava parado há algum tempo, inspirado por esses dias gostosos de sol e temperatura agradável do outono paulistano, resolveu começar a se mexer… E logo pensou: “vou começar a correr”.

Espere um pouco: por mais que você veja seu amigo dizer que correr é fácil, a porta de entrada para essa atividade quase sempre é a “marginalizada” caminhada – ainda mais quando falamos de iniciantes ou pessoas que estavam sem fazer exercícios há anos. Correr sem nunca ter feito pelo menos algumas caminhadas, é quase como querer fazer pós-graduação sem antes ter cursado uma faculdade. É preciso ter paciência.

O primeiro passo terá de ser dado em forma de caminhada esportiva, quando você eleva seu batimento cardíaco, sentindo o esforço – e não aquela rodadinha pelo shopping, certo? Isso porque sua musculatura não está preparada ainda e é necessário um período de adaptação à nova atividade. Fazer caminhadas de 30 minutos, concentrado, prestando atenção a seu organismo, à sua postura, à sua respiração, regularmente três vezes por semana, é um ótimo início. A partir da quinta ou sexta semana você poderá dar alguns trotinhos também – que muitas vezes têm até velocidade mais lenta do que a caminhada rápida, mas trabalham seu corpo de outra forma, o preparando para a corrida em si.

O segundo passo é intercalar essas atividades, começando, por exemplo, com um minuto de trote e nove minutos de caminhada. Conforme você for se sentindo confortável e melhorando seu fôlego, a ideia é diminuir o tempo de caminhada e aumentar o de corrida. Nesse período inicial, é normal sentir algum incômodo muscular – lembre-se seu corpo está reagindo à inércia de antes. Mas não acredito que seja necessário sentir dor. Isso não é legal. Dor pode ser sinal de exagero, de execução errada do exercício e é preciso orientação para que ela não acabe com sua carreira de corredor antes mesmo de começar. Ao final de 10 ou 12 semanas, respeitando seus limites, seguindo seu ritmo, certamente você estará apto para uma corrida leve de 15 a 20 minutos direto. Isso não é um baita progresso? 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês