Imagem Blog

Arte ao Redor

Uma curadoria de exposições, cursos e novidades dos museus, galerias e institutos culturais de São Paulo. Por Mattheus Goto
Continua após publicidade

Após 100 anos, ‘Contramemória’ faz leitura crítica da Semana de 22

Com curadoria de Lilia Schwarcz, exposição está em cartaz no Teatro Municipal, o mesmo que abrigou em 1922 o evento marco do modernismo brasileiro

Por Tatiane de Assis Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 29 abr 2022, 11h29 - Publicado em 29 abr 2022, 06h00

Contramemória está em cartaz no Teatro Municipal. O mesmo Teatro Municipal que abrigou em 1922 a Semana de Arte Moderna. Não por coincidência, o evento, capitaneado por nomes como Anita Malfatti e Mário de Andrade, é abordado por essa exposição que pretende fazer uma leitura crítica 100 anos depois em 117 obras.

+ SP-Arte 2022: clima de festa e reconciliação 

A mostra, com curadoria de Jaime Lauriano, Lilia Schwarcz e Pedro Meira Monteiro, propõe vários movimentos. Um deles é deixar de pensar etnias indígenas como objeto de estudo. Dessa forma, representantes ligados a diferentes povos originários, como Gustavo Caboclo e Daiara Tukano, falam por si só, sem nenhuma intermediação.

A Negra (1923), de Tarsila do Amaral, festejada por trazer a imagem de uma mulher afro, também é revisada em Túmulo Antropofágico, de Yhuri Cruz. À época, o trabalho poderia ser pensado como uma homenagem à população negra, dado o atraso da questão racial no país.

Com Quantos Pobres Se Fazum Rico? (2022): obra emsabonete
“Com Quantos Pobres Se Faz um Rico?” (2022): obra em sabonete de Raphael Escobar (Carlos Ronchi/Reprodução)

Agora, considerando os traços animalizados da figura, ainda é possível ser tomado pelo mesmo sentimento? Nessa toada, a placa Com Quantos Pobres Se Faz um Rico?, de Raphael Escobar, é um dos pontos altos da mostra. Feita de restos de sabonete, trata das necessidades básicas de higiene de pessoas em situação de rua e também da verve higienista da cidade, que se mantém ainda hoje.

Teatro Municipal. Praça Ramos de Azevedo, s/nº, ☎ 3053 2090. Seg. a sex.: 10h/17h. Sáb. e dom.: 10h/17h. Grátis. Até 5 de junho. theatromunicipal.org.br

+Assine a Vejinha a partir de 12,90. 

Publicado em VEJA São Paulo de 4 de maio de 2022, edição nº 2787

 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.