Imagem Blog

Blog do Lorençato Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Arnaldo Lorençato
O editor-sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há mais de 30 anos. De 1992 para cá, fez mais de 16 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista é professor-doutor e leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie
Continua após publicidade

Vó Tutu distribui uma fornada diária de 2 000 pãezinhos na Brasilândia

À frente do Instituto Ações Sociais Vó Tutu, Maria Paulina Avelino leva o troféu causa social de Comer & Beber 2023 pelo projeto que mantém na Zona Norte

Por Arnaldo Lorençato Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
28 set 2023, 21h31

De segunda a sexta pela manhã, uma pequena aglomeração se forma em frente ao imóvel onde funciona o Instituto Ações Sociais Vó Tutu. São moradores da vizinhança na Vila Brasilândia, periferia da Zona Norte, em busca de alimento. Para quem sabe o que é a fome, um alento. São distribuídos diariamente 2 000 pãezinhos no formato de macias bisnaguinhas assadas na tarde anterior junto de 300 litros de chá — na quarta, são 2 600 unidades (400 vão para o projeto Pãozinho Solidário).

+ Comer & Beber 2023 | Os melhores restaurantes do ano

O nome por trás dessa ação generosa é o de Maria Paulina Avelino Marques da Silva, 71. A proposta de amparar quem precisa é antiga e se fortaleceu na pandemia. Pouco antes de a crise sanitária ser decretada, Vó Tutu, como é conhecida, tinha realizado um sonho de empreendedora. Ela, que ganhava a vida cozinhando em eventos e vendendo comida para fora, conseguiu, com a ajuda dos filhos, montar um restaurante na Freguesia do Ó, que durou apenas três meses. Sem saber o que fazer, ouviu um sopro, uma inspiração sugerindo que ela fizesse pão para doação.

+ Conheça todos os estabelecimentos premiados pelo guia

Continua após a publicidade

+ Descubra os endereços favoritos do público

Com o dinheiro que tinha na conta, preparou a primeira fornada com 200 unidades amassadas com as próprias mãos e assadas no forno da casa onde mora até hoje, no piso de baixo do espaço transformado em organização social. No segundo dia, havia mais de cinquenta pessoas em busca das bisnaguinhas. Sem recursos para continuar, a solução veio do neto Thalys, de 8 anos na época, que sugeriu gravar um vídeo pedindo colaborações, prontamente editado pelo irmão dele Mayan, quatro anos mais velho. “Estava muito nervosa, fiz um vídeo muito tosco, que ele jogou nas redes sociais. No outro dia, foi uma loucura, tinha fila de gente querendo ajudar, doando farinha, fubá…”, lembra.

Uma das pessoas a notar as ações de Vó Tutu foi Paola Carosella, primeira premiada em causa social, em 2019, ao assistir ao vídeo e participar, com Ana Paula Padrão, de uma ação promovida pelo dentista Felipe Rossi, da ONG Por1Sorriso, na Brasilândia. Dona de uma voz potente, Paola pediu doações e, assim, Vó Tutu ganhou os equipamentos profissionais. Em 2021, Vó Tutu, que já tinha recebido outros equipamentos de Luciano Huck, apareceu no Domingão com Huck e foi contemplada com uma reforma do espaço.

Continua após a publicidade

Não acredite, porém, em requinte. A padaria é um lugar simples, e a batalha é diária, na qual ela tem a ajuda, em particular, da filha Vânia, presidente do instituto, e da nora Edilaine, responsável pela produção dos pães, uma vez que Tutu tem pinos no pé esquerdo e não pode permanecer muito tempo de pé. Ela agora também dá aulas em entidades como o Tonkiri, ensinando a receita do pãozinho. E segue garantindo o café da manhã para mais de 100 famílias por dia.

Publicado em VEJA São Paulo de 29 de setembro de 2023, edição nº 2861.

BAIXE O APP COMER & BEBER E ESCOLHA UM ESTABELECIMENTO:
IOS: https://abr.ai/comerebeber-ios
ANDROID: https://abr.ai/comerebeber-android

Continua após a publicidade
Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.