Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Suzane Von Richthofen volta à cela das solteiras

Sua namorada, conhecida como Sandrão, conseguiu mudança para regime semiaberto, em São José dos Campos

Por Estadão Conteúdo Atualizado em 1 jun 2017, 17h01 - Publicado em 5 mar 2015, 19h04

Suzane Von Richthofen ficou sozinha na penitenciária feminina de Tremembé, no interior de São Paulo, porque sua namorada, Sandra Regina Ruiz Gomes, foi transferida para o Centro de Ressocialização Feminino de São José dos Campos. Sandrão, como é conhecida, recebeu a progressão de regime, pleiteada desde 12 de fevereiro, e se mudou ontem para a nova “casa”. A informação foi confirmada pela Secretaria de Administração Penitenciária.

+ Suzane von Richthofen revela detalhes inéditos do assassinato dos pais

Com a transferência da namorada, Suzane deverá deixar a ala dos chamados “Celões”, destinada às presas casadas, onde morava com Sandra e mais dez detentas, e volta para a área de convivência com outras presas, entre elas Elize Matsunaga, ex-namorada de Sandra, presa por matar, esquartejar e esconder o corpo do marido, o empresário Marcos Kitano Matsunaga.

No entanto, o período de seis meses que Suzane pediu para continuar no fechado terminou e ela poderá pedir transferência para o semiaberto, em uma tentativa de continuar ao lado da namorada. Suzane foi beneficiada com a progressão em agosto do ano passado, mas optou por ficar no fechado até que novas vagas abrissem no semiaberto. Outra alegação foi que ela teria mais “segurança” no presídio onde cumpria pena. Dois meses depois, porém, ela se casou com Sandrão.

+ Daniel Cravinhos, ex de Suzane von Richthofen, casa em São Paulo

Continua após a publicidade

Sandra e suzane selfie
Sandra e suzane selfie

De acordo com a SAP, com a progressão, Sandra poderá sair durante o dia para trabalhar e dormir à noite na prisão, ou então trabalhar no próprio CR, que oferece atividades profissionais para as presas. No entanto, antes disso, terá de passar pelo Regime de Observação, quando será avaliada para saber se pode mesmo conviver no semiaberto.

Com a transferência, Sandra retorna à mesma prisão de onde foi expulsa em 2010, após agredir um agente prisional. Ela já cumpria pena em semiliberdade, mas devido à agressão retornou para o semiaberto. Desta vez, porém, contará um alívio. O CR de São José dos Campos, que recebia presas dos três tipos de regime, agora só recebe presas do semiaberto e há vagas para que ela receba Suzane, caso esta peça o cumprimento de seu direito ao regime semiaberto.

De acordo com a SAP, a capacidade do CR é para 183 presas e está com somente 156. Suzane, que não quis deixar o regime fechado em agosto do ano passado, poderá fazê-lo agora, com grandes chances de continuar ao lado da namorada.

+ Sete momentos marcantes na entrevista de Gugu com Suzane

Sandrão cumpre pena de 24 anos por sequestro seguido de morte e Suzane, de 39 anos, doze deles já cumpridos, por ter matado os pais.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês