Continua após publicidade

Salgadinhos de grife para crianças afortunadas

Bufês de luxo desenvolvem cardápios especializados na garotada

Por Sophia Braun
Atualizado em 14 Maio 2024, 11h48 - Publicado em 26 set 2011, 21h19

Hot dog, pipoca, coxinha, croquete: tradicional em festas infantis, esse tipo de quitute encanta não apenas as crianças mas os adultos, que encontram na iguaria uma pitada de nostalgia. A novidade é que as receitas deixaram de ser tão simples e despretensiosas. Para agradar paladares mais exigentes — tanto dos grandes quanto dos pequenos — os salgadinhos ganharam versões gourmet, com direito a ingredientes importados e outros mimos. E os papais endinheirados têm investido quantias consideráveis em bufês de grife para cuidar dos comes das festinhas de seus pequenos herdeiros.

+ Crianças vivem uma overdose de tecnologia?

+ Minichefs e Kinderplay oferecem cursos inovadores

Lançada há cerca de cinco anos, a linha Fasano per Bambini, comandada por Andrea Fasano, especializou-se em atender o público mirim. “Tudo começou quando percebemos que, além do nosso bufê, os clientes contratavam barraquinhas de salgadinho para as crianças”, conta a empresária, que realiza cerca de cinco festas infantis por mês. Apesar de a decoração e a comida serem pensadas para os menores, eles não representam a maioria dos convidados. “Geralmente organizamos aniversários de crianças bem pequenas e batizados, porque costumam ter muitos adultos. No final das contas, a festa acaba sendo para eles”, explica Andrea, que oferece o serviço com talheres de prata, guardanapos de linho e copos de cristal.

O bela Sintra também aposta no segmento. Em janeiro deste ano, a casa lançou uma vertente kids de seu bufê, que já realiza de duas a quatro festas por mês. “Nós ampliamos o menu infantil e desenvolvemos toda uma comunicação visual temática”, diz Júnior Pamplona, gerente geral do produto. Para atrair a atenção da criançada, quitutes como miniwraps de peito de peru com cream cheese, hot-dog com batata palha e espetinho de frango crocante são servidos sobre bandejas personalizadas.

Continua após a publicidade

A nova geração de crianças da alta sociedade é sofisticada. Pedidas como pastel recheado de mussarela e vitela, tapioquinha e — pasmem — bolinho de arroz com chouriço português fazem sucesso. De acordo com a banqueteira Neka Menna Barreto, que apesar de não ter uma linha especializada também propõe cardápios infantis, “elas são acostumadas a comer coisas diferentes em restaurantes. Então, para as maiores de sete anos, já é possível servir sushi e sashimi, por exemplo”.

+ Xaveco Virtual: nossa ferramenta para paquerar no Twitter

Agradar a pais e filhos na mesma comemoração exige investimento de até 165 reais por cabeça, com um mínimo de cinquenta convidados. Ou seja, R$ 8.000, de acordo com o cardápio escolhido. Ao contrário de bufês tradicionais, a oferta diz respeito apenas à comida. Qualquer tipo de entretenimento para a garotada e de bebida para os adultos devem ser contratados à parte.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.