Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Reabertura de teatros e cinemas deve ser antecipada pelo governo de SP

Estabelecimentos deveriam voltar a operar apenas na Fase Azul da reabertura, mas podem ser incluídos nos protocolos da fase atual, a Amarela

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 2 jul 2020, 18h39 - Publicado em 2 jul 2020, 17h26

O governo de São Paulo deve antecipar a autorização para a reabertura de teatros, cinemas e salas de espetáculos em municípios que estejam na Fase Amarela do Plano São Paulo, elaborado pela gestão de João Doria (PSDB). No planejamento original do governo, a etapa, na qual está inserida a capital, permite a reabertura de bares, restaurantes e salões de beleza com horários e capacidades limitadas, além de shoppings e outros serviços.

De acordo com a GloboNews, a autorização para o funcionamento dos cinemas e teatros deve ser divulgada nesta sexta-feira (3). No planejamento de reabertura econômica do governo, a abertura da categoria estava prevista apenas na Fase Azul do plano, a mais permissiva e uma das últimas etapas da abertura, que inclui praticamente todos os setores nos protocolos de autorizações de funcionamento.

Depois da Amarela viria ainda a fase Verde, que inclui a autorização para academias, e só depois, a Azul.

Publicidade