Médica dá consultas gratuitas a moradores da favela Heliópolis

A pediatra Maria Fernanda Recchi Sansone Rodrigues utiliza o espaço de uma igreja evangélica para o trabalho voluntário

Às quintas-feiras, a pediatra Maria Fernanda Recchi Sansone Rodrigues, de 59 anos, atende cerca de vinte pessoas em sua clínica dentro de uma igreja evangélica na favela Heliópolis, na Zona Sul, todas com horário marcado. Apesar de ser especializada em crianças, recebe também adultos. Repete a rotina desde o fim dos anos 90. “Os problemas mais comuns são doenças respiratórias e emocionais”, conta. “Muitos adolescentes sem uma estrutura familiar mínima chegam aqui com quadros graves de depressão e ansiedade.”

Pelo trabalho, Maria Fernanda não cobra absolutamente nada. Até os remédios (alopáticos ou homeopáticos, dependendo do caso) são fornecidos gratuitamente por donos de farmácia da região.

Quando começou a atividade voluntária, a pediatra dividia o trabalho com duas amigas médicas. Juntas, elas alugavam um imóvel nas imediações para realizar os atendimentos. A parceria durou uma década — foi desfeita quando as salas precisaram ser devolvidas. A única a permanecer no projeto foi Maria Fernanda, que acabou sendo convidada a utilizar de graça o espaço da igreja.

Os pacientes geralmente a procuram porque não conseguem atendimento satisfatório na rede pública. “Minha neta sofria com uma crise de tosse que não sarava de jeito nenhum. Passamos a ter o acompanhamento da doutora, e então o problema sumiu”, comemora a aposentada Alzira Soares, 63, avó de Isabel, de 1 ano. “Não estava mais conseguindo segurar as coisas de tanta dor, e no postinho nunca havia vaga”, relembra outra paciente, a atendente Maria Jessica Santo, 54, portadora de artrose. “Aqui, faço tratamento com homeopatia. Estou bem melhor.”

A médica atende também em sua clínica particular, no Paraíso, na Zona Sul. Ali, a consulta custa 500 reais. Mas Maria Fernanda demonstra um carinho especial pelo trabalho em Heliópolis. “Lá, alguns chegam reclamando de mal-estar. Quando os examino, constato que não há nenhum problema de saúde. Tudo de que precisam é carinho e atenção para se sentir melhor”, relata.

Jerusalém Ação Social do Heliópolis. Rua Siqueira Bulcão, 49, Heliópolis, ☎ 2215-4494

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s