Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Paulo Cupertino usa nome falso de ‘Manoel Machado da Silva’

O homem é procurado pelo assassinato do ator Rafael Miguel e os pais dele no ano passado

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 27 out 2020, 09h32 - Publicado em 27 out 2020, 09h29

Paulo Cupertino Matias, de 49 anos, acusado de assassinar o ator Rafael Miguel e os pais dele, usa o nome de ‘Manoel Machado da Silva’. Ele é um dos criminosos mais procurados pela Polícia. O empresário conseguiu dar entrada em um documento falso no interior do Paraná.

O suspeito fez a identidade na cidade de Jataizinho, no norte do estado. De acordo com a Polícia, ele apresentou documentos falsos a um funcionário público da prefeitura da cidade para requerer os documentos. Em depoimento, o funcionário disse que não se lembrava da data que fez o documento e que não tinha conhecimento do caso. A situação é investigada.

Além do nome, Paulo Cupertino também alterou sua filiação e local de nascimento. Na foto ele também aparece um pouco diferente das imagens divulgadas e usa uma barba branca.

Em 2019, a Polícia Civil divulgou as possíveis aparências do criminoso.

Como pode estar Paulo Cupertino, procurado pelo morte de Rafael Miguel e os pais dele
Como pode estar Paulo Cupertino, procurado pelo morte de Rafael Miguel e os pais dele Polícia Civil/Reprodução/Veja SP

Rafael Miguel, famoso por um comercial e por integrar o elenco da novela infantil Chiquititas, foi morto a tiros aos 22 anos. Os pais dele, João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, de 50, também foram assassinados. A família havia ido até a casa da namorada de Rafael e foram recebidos a tiros, ao que tudo indica, pelo pai dela.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade