Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Parque Anhanguera é fechado por suspeita de febre amarela

Prefeitura também anunciou nesta terça aumento do número de postos que oferecem vacina contra a febre

Por Estadão Conteúdo Atualizado em 25 out 2017, 09h12 - Publicado em 25 out 2017, 08h50

O Parque Anhanguera, na Zona Norte de São Paulo, foi fechado nesta terça-feira (25), em prevenção contra a febre amarela. A medida foi tomada após um sagui ser achado morto na unidade. Resultados laboratoriais preliminares confirmam a doença no animal. A Prefeitura também anunciou nesta terça aumento do número de postos que oferecem vacina contra a febre. No interior ao menos dezessete municípios intensificaram a imunização.

O Anhanguera, em Perus, é o maior parque municipal, com 9,5 milhões de metros quadrados. Outros dois parques, estaduais, já foram fechados na semana passada. Um deles é o Horto, também na Zona Norte, onde também foram achados cinco macacos bugios mortos – para um deles, há confirmação da doença. O outro é o Cantareira, ao lado do Horto.

  • A Secretaria Municipal da Saúde informa que ainda falta o exame histoquímico para confirmar se o sagui do Anhanguera tinha o vírus. A pasta sugere a não visitação dos parques do Canivete, no extremo norte, e do Córrego do Bispo, na mesma região, ainda em obras. Como essas unidades não são fechadas, não é possível impedir o acesso.

    Até esta terça, oito Unidades Básicas de Saúde (UBS) da Zona Norte tinham vacinação contra a doença. A partir desta quarta-feira (25), hoje, outras dezenove unidades da Zona Norte passarão a oferecer a imunização. A extensão do horário de funcionamento das unidades ainda está em estudo e vai depender das necessidades de cada região. Até esta terça, foram vacinadas 63 600 pessoas, segundo a Secretaria de Saúde.

    Continua após a publicidade
    Publicidade