Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Outros quatro macacos são encontrados mortos no Horto Florestal

Local está fechado há três dias após a confirmação da morte de um bugio infectado com a febre amarela silvestre

Por Thaís Oliveira Atualizado em 23 out 2017, 19h35 - Publicado em 23 out 2017, 19h08

A Secretaria de Saúde informou nesta segunda (23) que outros quatro macacos foram encontrados mortos no Horto Florestal. O local está fechado desde a sexta (21), quando foi confirmada a morte de um bugio infectado com a febre amarela silvestre.

Dois deles foram serão analisados para detectar a presença do vírus. Os outros dois, no entanto, estão em estado de decomposição muito avançado para qualquer teste. O Parque Estadual da Cantareira também foi interditado para o público.

Um mutirão de vacinação imunizou mais de 4 000 moradores do entorno no sábado (21). A doença pode ser transmitida pelas espécies haemagogus, em áreas florestais, e Aedes aegypti, em regiões urbanas.

  • Em transmissão ao vivo nas redes sociais, o secretário municipal de saúde, Wilson Pollara, informou que 500 000 pessoas que vivem a um raio de 500 metros do local serão vacinadas inicialmente. “Em seguida, nós vamos completando esse círculo até completar toda a região norte, que seriam dois milhões e meios de pessoas”, disse. Já são quatro postos de vacinação funcionando, número que deve chegar a 57 segundo ele.

    O secretário estadual de Saúde David Uip informou que o governo espera vacinar 1 milhão de pessoas. De acordo com a pasta, não há nenhum registro de febre amarela silvestre contraída na própria capital neste ano, mas foram contabilizados doze casos importados da doença.

    Continua após a publicidade
    Publicidade