Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Pronunciamento de Bolsonaro é acompanhado de panelaços nesta terça (23)

Manifestações foram registradas em diversos bairros da capital; presidente falou sobre a vacinação e a pandemia

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 23 mar 2021, 20h58 - Publicado em 23 mar 2021, 20h57

Regiões da capital paulista tiveram protestos contra o presidente da República durante um pronunciamento oficial na noite desta terça-feira (23). Jair Bolsonaro (sem partido) apareceu em rede nacional para falar sobre a pandemia da Covid-19. Panelaços foram registrados na região central, Zona Sul, Norte, Leste e Oeste da capital.

“Em nenhum momento o governo deixou de tomar medidas importantes, tanto para combater o coronavírus quando para combater o caos na economia, que poderia gerar desemprego e fome”, afirmou Bolsonaro, que tocou em temas como o contrato firmado recentemente com a farmacêutica Pfizer para a compra de imunizantes, a vacina de Oxford e até mesmo a CoronaVac, do Butantan: “sempre afirmei que adotaríamos qualquer vacina, desde que aprovada pela Anvisa”, disse.

Ao contrário do que afirmou o presidente, em outubro do ano passado ele desautorizou a compra de 46 milhões de doses da CoronaVac e chegou a postar em redes sociais que não compraria a “vacina chinesa de João Doria”.

O Brasil registrou nesta terça 3 158 mortos pela Covid-19, recorde de mortes diárias pelo o vírus desde o início da pandemia, de acordo com dados do consórcio de veículos de imprensa formado por Extra, Folha, Uol, G1, Estadão e O Globo.

“Solidarizo-me com todos aqueles que tiveram perdas em suas famílias”, disse também o presidente. Confira vídeos dos panelaços:

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade