Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Nunes sanciona projeto que transforma praça Princesa Isabel em parque

Texto foi aprovado na terça-feira (14) em definitivo pela Câmara e local será cercado; representante de moradores comemora decisão

Por Clayton Freitas Atualizado em 15 jun 2022, 11h36 - Publicado em 15 jun 2022, 11h09

Agora é oficial. O cavalo da estátua de bronze de Duque de Caxias e toda a praça Princesa Isabel terão grades. Isso será possível porque o projeto de lei que transforma a praça em parque virou lei a partir desta quarta-feira (15) com a assinatura do prefeito Ricardo Nunes (MDB), após uma tramitação relâmpago na Câmara de Vereadores, que durou 40 dias.

+Parlamentares e organizadores da Parada LGBTQIA+ recebem ameaças de morte

O texto, aprovado em definitivo na terça-feira (14) pela Câmara de Vereadores, foi sancionado por Nunes e publicado na edição desta quarta do Diário Oficial da Cidade.

Conforme adiantou a Vejinha, a aprovação do projeto significaria, na prática, que todos os 16 600 metros quadrados da praça serão cercados e haverá controle de acesso, o que nunca ocorreu desde 19 de dezembro de 1921, quando ela foi criada, cinco dias após a morte da princesa da qual empresta o nome.

Na aprovação do projeto, Nunes tornou sem efeito a lei que vigorava há 100 anos e que criou a praça. Apesar disso, ela manterá o nome como forma de homenagem.

O gradeamento é um processo usual para parques em São Paulo, e ocorre tanto no mais conhecido deles, o do Ibirapuera, quanto em outros, menores, como no caso do Buenos Aires, em Higienópolis. A proposta é criticada por muitos arquitetos e urbanistas, e alguns lembram que o Central Park, o mais conhecido de Nova Iorque, não tem grades.

+Acordo põe fim à greve dos motoristas e cobradores de ônibus

O projeto foi apresentado pelo vereador Fábio Riva (PSDB), líder do governo na Câmara, no dia 6 de maio, ainda quando os dependentes químicos e traficantes ocupavam a praça, o que ocorreu após a saída do grupo das imediações da Nova Luz, em 18 de março. O fluxo permaneceu no local até o dia 11 de maio, quando uma megaoperação policial fez com que o grupo rumasse para a rua Helvétia, onde estão atualmente.

Continua após a publicidade

Praça Princesa Isabel
Projeto foi apresentado quando os dependentes químicos e traficantes ocuparam a praça Princesa Isabel Clayton Freitas/Veja SP

Delimitada pelas avenidas Duque de Caxias e Rio Branco e pelas ruas Helvétia e Guaianazes, no Campos Elíseos, a criação do parque era uma reivindicação antiga de parte dos moradores da região. “Essa é uma vitória muito importante. Era uma luta do bairro de muitos anos. Embora todos quisessem vincular a criação do parque à Cracolândia, não tem nada a ver”, disse à Vejinha nesta quarta Iézio Silva, 62 anos, da Associação Pro Campos Elísios Melhor.

A data em que a praça terá controle de acesso e as obras que serão feitas ainda serão alvo de estudo. No que depender da vontade dos envolvidos, isso deve ocorrer tão rápido quanto foi a tramitação do projeto na Câmara dos Vereadores.

+Seis em cada dez crianças do Estado ainda não se vacinaram contra a gripe

A Princesa Isabel já teve ares de parque, mesmo sem grades. Foi em 2018, quando recebeu área de piquenique, aparelhos de ginástica, playground e outros equipamentos, tudo degradado seis meses depois.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)