Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Motorista é presa após atropelar motos, matar motoboy e deixar outro ferido

Imagens da câmera de segurança registraram momento em que BMW atinge motos estacionadas na frente da empresa Zé Delivery, na madrugada deste domingo (27)

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 28 jun 2021, 17h50 - Publicado em 27 jun 2021, 10h43

Uma motorista de uma BMW foi presa após bater em motos que estavam estacionadas na frente da empresa Zé Delivery, no Cambuci, Zona Sul de São Paulo, atropelar motociclistas, matar um motoboy e deixar outro ferido. As informações são do G1.

O acidente ocorreu na madrugada deste domingo (27) e foi gravado por câmeras de segurança. Segundo testemunhas, a mulher dirigia em alta velocidade na Rua Basílio da Cunha. O limite máximo para a via é de 40km/h.

Vinícius Rodrigues de Oliveira, de 21 anos, morreu no local e outro motoboy, Ygor Santos de Jesus, de 26, foi socorrido com ferimentos e acabou sendo levado ao pronto-socorro do Hospital São Paulo, na capital. O estado de saúde dele é considerado grave.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

A dentista Danielle Piorelli Almeida Diniz, de 42 anos, foi presa em flagrante pela Polícia Militar (PM) e levada a uma delegacia. No 8º Distrito Policial (DP), Brás, no Centro, ela foi indiciada pela Polícia Civil pelos crimes de homicídio e lesão corporal na direção do veículo, ambos na modalidade culposa, ou seja, sem a intenção de matar ou de machucar.

Danielle deverá passar por audiência de custódia na justiça, que depois decidirá se ela continuará detida ou será solta para responder aos crimes. Procurado para comentar o assunto, o advogado César Augusto Suman, que defende a motorista, afirmou que o atropelamento dos motociclistas “foi uma tragédia” e classificou o acidente como “lamentável, que poderia acontecer com qualquer um.” O advogado ainda falou que sua cliente não dirigia sob efeito de bebida alcoólica e que ela toma remédios controlados. “Está consternada, em estado de choque.”

Continua após a publicidade

Segundo ele, Danielle “não assumiu que ela estava em alta velocidade”. César comentou também que a defesa está disponível “para auxiliar as vítimas.”

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Militar, a mulher teria perdido o controle da BMW e atingido pelo menos sete motos que estavam estacionadas na frente da empresa de entregas, por volta da 1h30. Imagens da câmera de segurança no local mostram o momento em que o carro atinge as motocicletas e atropela os motoboys. O impacto da batida arrancou as árvores que estavam na calçada.

Segundo o relato de dois motoboys, o irmão da motorista tentou oferecer dinheiro para que os outros motociclistas não registrassem a ocorrência. Um amigo da motorista falou que após o acidente, alguns motoboys pegaram a bolsa da dentista, onde tinha R$ 2 mil, e não quiseram devolvê-la.

À VEJA SÃO PAULO, a empresa Dan Boys, operadora logística, e o app Zé Delivery enviaram posicionamentos. Confira na íntegra:

“A empresa Dan Boys Express Entregas Rápidas LTDA informa que está profundamente consternada com o acidente com seus entregadores na noite deste sábado e segue prestando todo o apoio aos familiares. Também afirma que não medirá esforços para colaborar com as investigações das autoridades para que o caso seja esclarecido e os envolvidos respondam devidamente pelo ocorrido”, diz a Dan Boys.

“O time do Zé Delivery está profundamente triste com o acidente envolvendo um de seus parceiros na noite passada. Desde que soubemos do ocorrido, estamos em contato com o parceiro para contribuir com o acolhimento das famílias”, afirmou a Zé Delivery.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade