Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Motorista que atropelou Marina Harkot é indiciado e liberado após depoimento

Defesa diz que ele fugiu do local sem prestar socorro "porque se apavorou"; vídeo mostra o acusado em elevador conversando e sorrindo após o ocorrido

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 11 nov 2020, 09h41 - Publicado em 11 nov 2020, 09h40

José Maria da Costa Júnior, suspeito de ser o motorista que atropelou e matou a ciclista Marina Harkot, de 28 anos, se apresentou à Polícia na tarde de terça-feira (10). O homem de 34 anos foi indiciado por homicídio culposo e pela fuga do local, mas foi liberado em seguida.

Costa Júnior chegou ao 14º Distrito Policial de Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo, por volta das 15h30. Ele estava acompanhado de seu advogado e ficou calado durante a maior parte do tempo no depoimento, que durou até 18h10.

De acordo com a defesa, ele fugiu do local sem prestar socorro “porque se apavorou”. Costa Júnior afirmou que não tinha consumido bebida alcoólica. Após o ocorrido, vídeo mostra imagens de Costa Júnior em um elevador. Ele aparece conversando e sorrindo com uma mulher.

José Maria da Costa Júnior
José Maria da Costa Júnior em elevador Reprodução/Veja SP

Ele foi liberado logo após o depoimento. A Polícia havia feito um pedido de prisão preventiva, mas o juiz não apreciou a peça. Por causa da lei eleitoral, Costa Júnior só poderia ser preso até a 0h de terça-feira. Nesta quarta-feira (11) começa a valer a lei eleitoral que impede prisões que não sejam em flagrante cinco dias antes da eleição. 

Ciclistas protestaram em frente à delegacia e tentaram impedir que o carro que transportava o acusado saísse do DP.

Marina era cientista social pela USP (Universidade de São Paulo), cicloativista, pesquisadora de mobilidade urbana e foi coordenadora da Ciclocidade (Associação de Ciclistas Urbanos de SP), além de ter feito parte do Conselho Municipal de Trânsito e Transporte. Ela usava a bicicleta como seu principal meio de transporte.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90 

Continua após a publicidade
Publicidade