Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Suspeito de atropelar e matar ciclista em Pinheiros se apresenta à Polícia

Corporação pediu prisão preventiva de José Maria da Costa Júnior à Justiça; ele só poderá ser encarcerado até a 0h desta terça por causa da lei eleitoral

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 10 nov 2020, 17h31 - Publicado em 10 nov 2020, 17h30

José Maria da Costa Júnior, suspeito de ser o motorista que atropelou e matou a ciclista Marina Kohler Harkot, de 28 anos, se apresentou à polícia na tarde desta terça-feira (10). O caso aconteceu na Avenida Paulo VI, na Zona Oeste de São Paulo, na madrugada do último domingo (8).

O suspeito chegou ao 14º Distrito Policial de Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo, por volta das 15h30. Ele estava acompanhado de um advogado e prestou depoimento ao delegado que cuida do caso. A Polícia já havia identificado o dono do carro, que alegou ter vendido o veículo em 2017, e, posteriormente, encontrou o veículo.

Após atropelar a vítima, ele fugiu do local do acidente e não prestou socorro. A Polícia pediu a prisão preventiva do suspeito e aguarda decisão judicial. Por causa da lei eleitoral, que estabelece que eleitores não podem ser presos a partir de cinco dias antes das eleições, Costa Júnior só poderá ser encarcerado até a 0h desta terça (10).

Marina era cientista social pela USP (Universidade de São Paulo), cicloativista, pesquisadora de mobilidade urbana e foi coordenadora da Ciclocidade (Associação de Ciclistas Urbanos de SP), além de ter feito parte do Conselho Municipal de Trânsito e Transporte. Ela usava a bicicleta como seu principal meio de transporte.

Continua após a publicidade
Publicidade