Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Moradores de ocupação protestam contra reintegração de posse

Cerca de 500 pessoas vivem no local; eles contestam a decisão judicial e alegam que o proprietário foi beneficiado por influência política

Por Estadão Conteúdo Atualizado em 3 out 2017, 09h15 - Publicado em 3 out 2017, 09h02

Um grupo de moradores de uma área ocupada irregularmente na Zona Leste de São Paulo protesta, na manhã desta terça-feira (3) contra uma reintegração de posse determinada pela Justiça. Eles chegaram a queimar pneus e bloquear o trânsito nas avenidas dos Metalúrgicos e Ragueb Chohfi, próximo à Estrada do Iguatemi. As vias foram liberadas, mas representantes mantinham, até por volta das 7h, pontos de manifestações em ruas do entorno.

Equipes da Polícia Militar, caminhões de mudanças e retroescavadeiras cercam o terreno de 0,8 hectare, localizado na divisa entre as regiões de Itaquera e Cidade Tiradentes, com acesso pela Rua João Leopoldo, no Jardim Santa Etelvina. Às 7h, a TV Globo registrou que os policiais começavam a entrar no terreno para negociar a saída pacífica das famílias. Uma idosa passou mal e aguardava atendimento médico.

Conforme publicações de apoiadores em redes sociais, cerca de 500 pessoas (120 famílias) vivem em barracos construídos no local, batizado por eles de Comunidade São Leopoldo.

Os sem-teto contestam a decisão judicial que autorizou o despejo e alegam que o proprietário da área foi beneficiado por influência política. Advogados que auxiliam as famílias buscam reverter a determinação mas, até o momento, a reintegração de posse está mantida e prevista para ocorrer ao longo do dia, de acordo com a PM.

Continua após a publicidade

Publicidade