Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Metrô reembolsa valores pagos pelos passageiros durante reajuste

O aumento foi suspenso pela Justiça após já ter entrado em vigor, entre os dias 8 e 10 de janeiro

Por Estadão Conteúdo 15 fev 2017, 09h28

A Companhia do Metropolitano (Metrô) informou que os passageiros que pagaram tarifa com aumento nos dias 8 e 10 de janeiro já podem solicitar reembolso no caso do uso dos cartões Bilhete Fidelidade e de Lazer, tanto no Metrô quanto na CPTM.

O aumento foi suspenso pela Justiça após já ter entrado em vigor. O Metrô voltou ao valor da tarifa anterior somente depois de receber a notificação.

A diferença será disponibilizada no próprio cartão do usuário, com créditos equivalentes ao valor de viagens. Para ser reembolsado, o usuário deverá utilizar os equipamentos de consulta de saldo e recarga ou as máquinas de venda de crédito do Bilhete Único, disponíveis nas estações do Metrô.

  • O Metrô destaca que, ao inserir o cartão em um desses equipamentos, a pessoa deve aguardar por alguns segundos até que uma mensagem na tela da máquina confirme o crédito de reembolso.

    Por exemplo, o usuário do cartão Fidelidade, que entre 8 e 10 de janeiro pagou 60 centavos a mais pelo bilhete com oito viagens, terá devolvido em seu cartão o valor de 3,80 reais, o equivalente a uma viagem. O Metrô disse que as devoluções em créditos vão variar de acordo com o bilhete usado.

    Continua após a publicidade
    Publicidade