Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Médico Anthony Wong morre aos 73 anos em São Paulo

O pediatra causou polêmica ao defender medicamentos sem comprovação científica contra a Covid-19

Por Redação VEJA São Paulo 16 jan 2021, 10h24

Anthony Wong, médico pediatra, morreu na sexta-feira (15) no Hospital Sancta Maggiore, em São Paulo, após uma parada cardiorrespiratória. Em nota, a família informou que ele foi hospitalizado com queda de pressão e mal-estar e diagnosticado com úlcera gástrica e hemorragia digestiva.

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) lamentou a morte do médico, que se formou em 1972 na Faculdade de Medicina da USP e atuava desde 1976 no Instituto da Criança e do Adolescente, onde era médico-chefe do Centro de Assistência Toxicológica (CEATOX).

Wong causou polêmica ao defender o uso da hidroxicloroquina no tratamento de Covid-19. O medicamento não tem eficácia científica comprovada para prevenir ou tratar a doença.

  • Publicidade